Exportação de ovos no 1º quadrimestre é a maior para o período em 5 anos

Foto: Paulo Pinto/Fotos Públicas

Com o câmbio favorecendo as vendas externas e o mercado doméstico desaquecido, as exportações de ovos têm ganhado força em 2021. De acordo com dados da Secex, em abril, 701,2 toneladas de ovos para consumo foram enviadas ao exterior, quantidade 55% maior que a de março e quase dez vezes acima da exportada em abril/20. Dessa forma, nos quatro primeiros meses deste ano, o Brasil exportou 3,95 mil t de ovos para consumo, o maior volume para o período desde 2016.

Os embarques da proteína têm sido uma boa alternativa para desafogar o setor, que, apesar dos preços domésticos elevados, tem obtido margem pequena, devido aos elevados custos de produção.

Mercado interno

Segundo informações do Cepea, apesar do início do mês, o mercado de ovos esteve lento na semana passada, frustrando as expectativas de melhores vendas com a entrada de maio. Assim, produtores e distribuidores têm concedido descontos para efetivar as vendas, pressionando ligeiramente o valor médio pago pela proteína.

Do Cepea

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: