Mostra de queijos de búfala reúne 11 laticínios de seis estados

Foto: Divulgação/ABCB

Onze laticínios de seis estados, abrangendo quatro regiões do país, participam da Mostra Brasileira de Queijos de Búfala. A promoção é da Associação Sulina de Criadores de Búfalos (Ascribu).

Os laticínios, que enxergam na Expointer uma grande vitrine comercial, utilizam o leite de búfala no fabrico de seus produtos, entre os quais pontificam a burrata e a mozzarella, feita como a original italiana, obrigatoriamente com leite de búfala.

Satisfeitos com o bom momento dos negócios, em consequência de comercializarem produtos de valor nutricional e ao mesmo tempo saborosos, os laticínios são otimistas em relação ao futuro, amparados em pesquisas científicas comprovadas, mas ainda pouco conhecidas dos consumidores.

Esses estudos mostram que a búfala produz naturalmente o chamado leite A2A2, que não possui a proteína betacaseína 1. Essa proteína, presente em raças bovinas europeias, fruto de mutação genética espontânea ocorrida há milhares de anos, constitui-se em fator de risco para deflagrar processo inflamatório de mucosa gástrica em quem apresenta sensibilidade. A situação, com frequência, é confundida com a intolerância à lactose, o açúcar do leite, mas esse é outro problema.

De mais fácil digestão, o leite A2A2 e seus derivados são os lácteos que mais cresceram nos Estados Unidos nos últimos anos. O aumento da demanda por esses produtos, no entanto, é mundial, sendo a China o país que mais os importa.

Além das estrelas principais, burrata e mozzarella, os laticínios, distribuídos pelas regiões Sudeste, Nordeste, Centro-Oeste e Sul, produzem, de modo geral, queijos como o coalho, cottage, minas frescal, queijos frescos, meia cura, ricota, provolone e requeijão cremoso e manteiga e doce de leite.

Em razão de protocolos sanitários, a degustação da mostra de queijos, com a presença de representantes de laticínios e convidados da Ascribu, ocorre no Mercado do Bairro, restaurante no bairro Chácara das Pedras, em Porto Alegre, na noite desta quinta-feira (9).

Quem é quem na Mostra de Queijos

Bufalíssima, de São Sebastião do Passé (BA) – No mercado há 20 anos. “Achamos que derivados lácteos de búfala se encaixam em produtos saudáveis, bastantes saborosos e podem ser utilizados no dia a dia dos brasileiros. Acreditamos muito no crescimento desse mercado que busca produtos saudáveis”, diz Urbano Souza Filho.

Tapuio Agropecuária Ltda, de Taipu (RN) – Comercializa queijos com a marca DiBufalo. No mercado desde 2000, atende todo o Nordeste e o Centro-Oeste. “O A2A2 é uma excelente oportunidade para aumento do market share dos derivados do leite de búfalas, declara o diretor Francisco Veloso.

Laticínio Montezuma, de São João da Boa Vista (SP) – “As perspectivas para o mercado de búfala são excelentes, o mercado é muito comprador. Investi minha vida toda nessa espécie é não me arrependo”, afirma o proprietário Fábio Pimentel, que destaca o fato de a empresa ter recebido premiações.

Levitare, de Sete Barras, SP – Localizado na Fazenda Santo André, o diretor Jorge Nakid diz ter a expectativa de que “cresça cada vez mais a cultura de consumo de produtos de búfala”. E acrescenta: “Teríamos de aproveitar mais essa questão A2, mas ainda é pouco conhecida do consumidor”.

Bianco Latte, de Registro (SP) – “Os produtos derivados do leite bubalino já conquistaram seu espaço junto ao consumidor e a perspectiva é que devido à qualidade dos produtos a participação tenha uma trajetória sempre crescente”, prevê Amauri Paskes, médico- veterinário responsável pela captação, qualidade do leite e atendimento aos fornecedores.

Família Rossato, de Pilar do Sul (SP) – “A perspectiva é de um mercado promissor e crescente. O consumidor procura produtos saudáveis e se dispõe a pagar valor diferenciado”, diz o empresário Caio Rossato, que preside a Associação Brasileira de Criadores de Búfalo. A empresa traz à mostra a burrata premiada em concurso em São Paulo como a melhor do Estado e o doce de leite premiado em concurso nacional na Ilha do Marajó.

Bom Destino, de Oliveira (MG) – “Em toda nossa linha de produtos tem muito amor envolvido”, dizem, em uníssono, os sócios João Batista de Sousa e Marcelo Vargas Leão. O portfólio é variado, incluindo queijos frescos para dietas de baixo valor calórico, como cottage, ricota, e para pessoas com restrição à lactose. O laticínio possui autorização para exportação aos EUA e busca certificação para novos mercados.

Búfalo Dourado, de Dourado SP – “Vamos apresentar na Expointer nosso portfólio e mostrar a evolução da Búfalo Dourado”, indica Edson Martins, COO da UltraCheese, detentora da Búfalo Dourado. Entre os destaques, a burrata tradicional, a burrata pesto e mozzarella em diferentes versões.  “Estamos esperançosos com as possibilidades de desenvolvimento da categoria que ainda se caracteriza por um nicho, mas que cresce a ritmo acelerado”, observa Martins.

Bella Bufala, de Bandeirantes (MS) – “Participamos da Expointer com o intuito de mostrar alguns dos produtos que fabricamos em nossos laticínios. Esperamos ter visibilidade em nível nacional e contribuir para grandeza dessa exposição que é referência no país”, declara André Caleffi, sócio do laticínio.

Vero Latte, de Jacupiranga (SP) – “Sem dúvida nenhuma, a bubalinocultura vive um dos seus melhores momentos com a valorização dos animais e agora buscamos o consumidor final para que reconheça nos derivados de leite de búfala as suas propriedades nutricionais e sensoriais que tornam seus produtos únicos”, assinala o sócio da empresa Rafael Gonzaga Moreira.

Laticínios Kronhardt, de Glorinha (RS) – Iniciou as atividades em 1992. Em 2001, modernizou-se e ampliou o portfólio de produtos. Em parceria com a Cooperbúfalo, começou a produção dos queijos com leite de búfala, com a marca Laticínios Kronhardt sempre presente nas embalagens dos produtos Cooperbúfalo. “Após 20 anos de parceria, as duas empresas optaram por unir a cadeia de leite, produção e comercialização dos produtos sob a gestão unicamente da Laticínios Kronhardt”, relatam os sócios-proprietários Gustavo Dametto Signori e seu irmão Filipe. E assim foram lançados os queijos Laticínios Kronhardt 100% Leite de Búfala.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Um comentário em “Mostra de queijos de búfala reúne 11 laticínios de seis estados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: