Senador descarta aprovação de projeto que proíbe exportação de gado vivo

Zequinha Marinho: Proposta “não irá prosperar e a realidade suplantará a fragilidade dos argumentos contidos na matéria” – Foto: Divulgação

Vice-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e responsável por articular no Senado as proposições voltadas ao fortalecimento da atividade, o senador Zequinha Marinho (PSC-PA) descartou a possibilidade de aprovação do Projeto de Lei (PL) 3.093/2021, que proíbe a exportação de animais vivos para abate no exterior. Segundo ele, o PL será rejeitado pelo Senado por ignorar as regras previstas pela Instrução Normativa (IN) 46/2018, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O projeto “não irá prosperar e a realidade suplantará a fragilidade dos argumentos contidos na matéria em tramitação”, garante o senador paraense, enfatizando que o texto desconhece as regras de exportação de animais vivos.

De acordo com o parlamentar, a IN 46 estabeleceu o regramento técnico para exportação de bovinos, bubalinos, ovinos e caprinos vivos, destinados ao abate ou à reprodução. “Existem regras muito claras e um controle sanitário rígido que garantem o bem-estar dos animais. Esse projeto é, portanto, equivocado por desconhecer as condições já existentes para a atividade da exportação.”

Ainda conforme Zequinha Marinho, o mercado internacional tem uma exigência muito elevada, “o que por si já impede a compra de animais que não estejam dentro de um padrão de qualidade”.

Nos últimos cinco anos, houve expansão do mercado de bois vivos, impulsionado principalmente pelos países árabes. De janeiro a agosto de 2021, somente o estado do Pará, quinto maior rebanho do país, registrou US$ 26,6 milhões com as exportações de boi vivo. Grande parte da produção foi comercializada com a Arábia Saudita.

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: