Oferta reduzida mantém preços da cenoura em patamares elevados

Foto: Henrique Carvalho/Embrapa

Setembro e o início de outubro foram marcados pela manutenção dos preços da cenoura em patamares elevados em todo o território nacional, de acordo com informações do Hortifruti/Cepea. Nas principais praças produtoras, São Gotardo (MG) e Cristalina (GO), a caixa de 29 kg de “suja” foi vendida, em média, a R$ 27,00 – valor bastante superior ao custo de produção. A baixa oferta nacional do produto explica esse cenário.

A menor área plantada nesta safra de inverno (devido ao recuo dos investimentos, após os resultados negativos na temporada de verão) e o longo período de estiagem, que prejudicou o desenvolvimento das raízes, mantiveram o volume restrito durante o mês passado e o início deste.

Na primeira quinzena de outubro, as cotações da cenoura se sustentaram em patamares atrativos ao produtor e a expectativa em relação à produção é positiva, devido ao maior volume de chuvas no período. Isso porque, apesar de dificultarem os trabalhos nas roças, as precipitações tendem a melhorar o desenvolvimento das raízes.

Do Cepea

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: