Brasil importa mais fertilizantes e exporta menos farelo de soja

Foto: Carlos Dias/Embrapa

O agro brasileiro deve bater recorde de importação de fertilizantes em 2021. No acumulado ano (janeiro a setembro), as compras do produto procedente do mercado externo já somam 29,1 milhões de toneladas, aumento de mais de 20% na comparação com igual período de 2020. Os números constam da edição de outubro do Boletim Logístico da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Segundo a Conab, o aumento da importação de fertilizantes ocorre porque os produtores estão mais capitalizados e o volume de compras spot (realizadas de maneira esporádica/oportuna) passa a ser maior, tendo em vista as melhores condições comerciais.

“Também contribui o indicativo de que os produtores devem aumentar a área plantada de soja, milho e algodão, que demandam um alto volume de adubos. Com mais recursos, eles devem investir mais em tecnologias de plantio, visando ganhar produtividade com as culturas e, com isso, possibilidade de maiores retornos financeiros”, enfatiza a Conab em nota divulgada nesta sexta-feira (29).

Farelo de soja

O boletim informa ainda que o volume de farelo de soja exportado pelo Brasil no acumulado de 2021 está cerca de 300 mil toneladas abaixo do que foi embarcado de janeiro a setembro do ano passado.

“A menor exportação do farelo de soja é explicada pela demanda interna, que segue bem aquecida, sobretudo pelo setor de proteína animal, já que a cotação do farelo, apesar de historicamente elevada, caiu em comparação ao início de 2021”, assinala a Conab.

O destaque do ano, pontua o boletim, é o Porto de Rio Grande (RS). Isto porque, com o aumento da produção de soja no estado, houve maior esmagamento na região pelas indústrias, o que elevou a movimentação do farelo para o mercado externo.

Clique aqui para acessar o boletim

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: