Biodiesel: Novas regras da ANP prejudicam agricultura familiar, diz Ubrabio

Do Broadcast

A União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio) informou, em nota, que as novas regras para a comercialização de biodiesel, que passam a vigorar a partir de janeiro, vão prejudicar agricultores familiares e desestimular novos investimentos das indústrias do setor. Para a entidade, ao definir em 80% a compra mínima de biodiesel das indústrias com selo social pelas distribuidoras, “a ANP limita o volume potencial de venda da matéria-prima ofertada pela agricultura familiar”. “Isto ocorre porque a nova regra induz a comercialização de 20% do volume do biodiesel consumido no País pela negociação direta entre produtor e distribuidor, sem exigência do selo biocombustível social.”

Na nota, a Ubrabio diz que em todos os leilões realizados desde maio deste ano, 100% do biodiesel negociado foi proveniente de usinas com selo biocombustível social, “apesar da regra que vigorou até agora só exigir os mesmos 80% de compra mínima de usinas que tem a chancela do selo”. “O novo regime de contrato e venda direta desestimula a compra de biodiesel, pelas distribuidoras, em usinas que tem selo social”, afirma o diretor superintendente da Ubrabio, Donizete Tokarski.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: