Dia do Pampa: Projeto RestaurAPA lança podcast sobre o bioma

Foto: Divulgação/Projeto RestaurAPA

Neste Dia do Pampa (17 de dezembro), o Projeto RestaurAPA lança um novo canal de comunicação voltado a discutir a preservação do bioma. Com foco em restaurar a biodiversidade em campos de pecuária na Área de Preservação Ambiental (APA) do Rio Ibitapuitã, no Rio Grande do Sul, a iniciativa disponibiliza hoje, nas principais plataformas de streaming, o primeiro episódio de sua série de podcasts. A produção pode ser ouvida por meio do link: anchor.fm/restaurapa

O tema não poderia ser outro: a diversidade única do Pampa e suas principais características. Os convidados da roda de conversa são os membros do projeto e pesquisadores Rafael Augusto Xavier Borges e Cristina Vargas Cademartori, ambos da UniLaSalle. Os demais programas da série abordarão o projeto, suas metas, a relação com os produtores locais e como a pesquisa científica precisa se aproximar da prática para promover manejo sustentável da terra e dos animais.

O Pampa é um dos menores biomas do Brasil, ocupando 2,1% do seu território. Foco de muitos estudos, ainda não recebe tanta atenção para sua preservação. Pensando nisso, surgiu o RestaurAPA, que uniu a Unilasalle, a Emater/RS e a UFRGS, em prol da sua restauração. “Existe uma vulgarização de áreas que não têm árvores, que seriam áreas depredadas, mas na verdade não são. O Pampa tem a característica de ser um campo que, na parte da flora, tem cerca de 2200 espécies, é uma vegetação muito rica e extremamente ameaçada”, afirma Borges.

Ao longo do projeto, oito episódios irão ao ar nas principais plataformas de streaming de áudio e podcasts. Além disso, também serão lançadas entrevistas em vídeo com membros do projeto e famílias de produtores participantes. Para acompanhar todas as novidades siga o instagram oficial: www.instagram.com/restaurapa/.

Projeto

O Projeto RestaurAPA conta com financiamento do Fundo Global para o Meio Ambiente (Global Environment Facility), sendo gerenciado pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio) e executado pela Universidade La Salle (Unilasalle), com apoio de Emater/RS e Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). São beneficiadas 20 famílias de pequenos e médios criadores de gado da Área de Proteção Ambiental (APA) do Ibirapuitã, contemplando 1.931 hectares que receberão novos manejos agropecuários. Uma das atividades principais é o combate ao capim-annoni, espécie exótica e invasora, que causa prejuízos para os produtores, além de dificultar a regeneração do campo nativo.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: