Auditores fiscais federais agropecuários fazem operação padrão em todo país

Foto: Divulgação/Mapa

Os auditores fiscais federais agropecuários (Affas) estão realizando operação padrão em todo o país. A categoria mantém apenas o ritmo normal de trabalho nas atividades que podem afetar diretamente o cidadão, como a liberação de cargas vivas, a fiscalização de bagagens de passageiros e de animais de companhia (pets).

A operação, decidida em assembleia geral realizada nessa segunda-feira (27), também não atingirá cargas vivas, produtos perecíveis e o diagnóstico de doenças e pragas, evitando comprometer programas de erradicação e controle de doenças como a febre aftosa, a peste suína africana (PSA) e pragas que poderiam colocar em risco políticas sanitárias do setor agropecuário brasileiro.

Segundo o Anffa Sindical (Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários), a decisão, tomada em assembleia com votação eletrônica, já havia sido cogitada na semana passada, quando a categoria foi preterida no Orçamento, Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2022, sendo que o governo federal já havia sinalizado com a possibilidade de inclusão da carreira na reestruturação salarial, junto com outras categorias.

“Importante destacar que o trabalho dos Affas teve impacto positivo na manutenção de 183 mil postos de trabalho no agronegócio e de R$ 87,5 bilhões no resultado da economia brasileira em 2020”, ressalta Janus Pablo, presidente do Anffa. Ele reforça que “a categoria não consegue entender o porquê do tratamento desigual, que pode comprometer o desempenho de um dos setores que mais contribuíram para alavancar a economia do país – a agropecuário –, especialmente quando foi afetada pelos efeitos da covid-19”.

O sindicato destaca ainda que a carreira está sem reajuste salarial desde 2017, enquanto as demais carreiras de auditoria e fiscalização tiveram vencimentos corrigidos em 2018 e em 2019. Janus Pablo acrescenta que a carreira vem trabalhando com déficit de 1.620 Affas, com excesso de horas-extras e banco de horas, que, na maioria dos casos, não podem ser convertidos em folgas pela carência de servidores.

“Com a exclusão da nossa carreira do Orçamento de 2022 o governo federal emitiu um recado claro, de que não valoriza o trabalho dos Affas, nem os resultados positivos alcançados pela cadeia produtiva do setor agropecuário”, avalia o presidente do Anffa. Neste período de mobilização, informa Janus Pablo, os affas atuarão obedecendo estritamente as leis que regem o serviço público, garantindo a segurança alimentar da população.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: