Mapa avalia ações para conter cigarrinha e enfezamentos do milho em MT

Foto: Divulgação/Embrapa

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) fez, nesta semana, visita técnica em Mato Grosso para traçar medidas de contingenciamento e monitoramento da cigarrinha e enfezamentos do milho. O trabalho foi realizado em conjunto com a Associação dos Produtores de Soja e Milho do Mato Grosso (Aprosoja/MT), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea MT).

A presença do inseto e os prejuízos causados pelas doenças têm causado grande preocupação para os produtores, que buscam adoção de medidas para não comprometer a safra de milho no estado. Até agora, não há uma medida de controle isolada capaz de evitar a ocorrência da praga. As medidas preventivas podem reduzir ou evitar a incidência dessas doenças.

Segundo o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, José Guilherme Leal, escutar os produtores é importante para definir as ações de combate e prevenção da praga. “Buscamos debater com os produtores rurais, em conjunto com a pesquisa agropecuária, para receber as sugestões para adoção de medidas em nível regional, a fim de evitar prejuízos para as próximas safras”.

De acordo com a Embrapa, essas doenças são causadas por microrganismos denominados mollicutes e por vírus, que invadem sistemicamente, multiplicam-se nos tecidos do floema da planta de milho e são transmitidos de plantas doentes para plantas sadias pela cigarrinha Dalbulus maidis.

Para informações sobre a identificação das doenças nas lavouras e sobre o manejo mais adequado para se minimizar os impactos gerados pelos enfezamentos do milho, pesquisadores da Embrapa Milho e Sorgo elaboraram cartilha sobre o Manejo da Cigarrinha e Enfezamentos na Cultura do Milho. No site da Embrapa também é possível obter mais informações sobre o manejo das doenças que também vêm ocorrendo em outras regiões do país.

Do Mapa

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: