Ministra da Agricultura mostra ao Irã potencial do Brasil para exportar alimentos

Tereza Cristina na Câmara de Comércio de Shiraz – Foto: Divulgação/Mapa

Em visita à Shiraz, no sul do Irã, nesta quinta-feira (17), a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, apresentou o potencial para que o Brasil e o Irã estreitem ainda mais suas relações bilaterais no setor agroalimentar. Em um evento realizado pela Câmara de Comércio de Shiraz, ela ouviu empresários iranianos interessados em fazer negócios com o mercado brasileiro e destacou que o Brasil tem interesse em aumentar as exportações e importar fertilizantes iranianos.

Tereza Cristina lembrou que o Irã importa de outros parceiros comerciais quantidades consideráveis de produtos nos quais o Brasil é altamente competitivo, como arroz, açúcar e algodão, e ressaltou a necessidade de diversificar a pauta de exportação.

“Estamos diante de uma oportunidade ímpar para ampliar ainda mais esse nosso comércio agrícola. De um lado, contamos com a eficácia da produtividade brasileira para continuar a contribuir com a segurança alimentar iraniana. Não devemos apenas exportar mais, mas também diversificar nossa pauta”, disse a ministra.

Ela enfatizou ainda que o Brasil tem intenção de   importar mais fertilizantes iranianos, assim como fomentar outros produtos já apreciados pelos brasileiros, como nozes e castanhas, uvas secas, frutas conservadas e açafrão.

Cooperação técnica

O Embaixador do Brasil no Irã, Laudemar Gonçalves Neto, assinalou que os empresários iranianos devem intensificar as visitas ao Brasil para o intercâmbio de informações e realização de negócios, especialmente com a participação de feiras do agronegócio.

A possibilidade de acordos de cooperação técnica entre os dois países também foi lembrada por Tereza Cristina. “Hoje o Brasil é um grande exportador de vários produtos e isso não foi por acaso. Foi graças à ciência, à tecnologia, e à Embrapa, que passou anos pesquisando a agricultura tropical. Com certeza, poderemos caminhar para a cooperação técnica, para que não fiquemos só na área comercial entre os dois países”, pontuou a ministra.

Petroquímica

Na tarde desta quinta, a ministra visitou a Shiraz Petrochemical Company, uma das maiores produtoras de ureia do país. O interesse do Brasil é aumentar a oferta do fertilizante, essencial para a atividade agrícola no país.

“Temos muitas complementaridades entre os nossos países. Vocês têm a ureia que nós tanto precisamos lá no nosso país para poder produzir e nós podemos mandar para cá produtos que vocês produzem menos, como soja e milho”, afirmou a ministra.

A produção anual de ureia do Irã é de cerca de 5 milhões de toneladas. Cerca de metade é vendida no mercado interno e o excedente é exportado.

A agenda da ministra no Irã continua nesta sexta-feira (18) e sábado (19), com previsão de encontros com empresários e representantes do governo local.

Do Mapa

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: