Com baixa procura, vendas e preço da laranja recuam; tahiti se valoriza

Foto: Divulgação

A comercialização de laranjas ainda não se intensificou no estado de São Paulo. Segundo colaboradores do Cepea, o período de fim de mês limitou a demanda, movimento típico para a época.

Na parcial desta semana (de segunda a quinta-feira), a laranja pera teve média de R$ 40,09/cx de 40,8 kg, na árvore, queda de 3,99% em comparação com a anterior.

A rubi fechou com média de R$ 34,06/cx, desvalorização de 3,0% na mesma comparação.

A tangerina poncã também está com preços menores nesta semana.

Conforme colaboradores do Cepea, a procura diminuiu e há restrição de qualidade, por conta da incidência de doenças fúngicas. A média parcial da semana fechou a R$ 41,30/cx de 27 kg, na árvore, queda de 13,24% frente à da semana passada.

Já para a lima ácida tahiti, o cenário foi de leve valorização. A média parcial da semana fechou a R$ 16,02/cx de 27 kg, colhida, alta de 2,89% no comparativo semanal. Para esta variedade, a expectativa é de redução da oferta em maio – principalmente a partir da segunda quinzena –, o que tende a favorecer as cotações.

Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: