Governo recua e decide anular decreto de extinção da Renca

renca _ ebc 25
Com revogação de decreto, exploração de mineral na região volta a ser proibida – EBC

O governo federal revogará o decreto que extinguia a Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), permitindo a exploração privada de minérios na região, entre os estados do Amapá e do Pará. A decisão deve ser publicada no Diário Oficial da União nesta terça-feira (26).

A medida foi adotada em razão das críticas de ambientalistas, artistas e outros setores da sociedade.   A área da Renca tem mais de 4 milhões de hectares, tamanho equivalente ao da Dinamarca.

Com a revogação, volta a valer o decreto de 1984, que criou a reserva e proibiu a exploração privada de minérios na área. Segundo o Ministério de Minas e Energia, o governo retomará o debate sobre exploração mineral da área “mais à frente”.

“O debate em torno do assunto deve ser retomado em outra oportunidade mais à frente e deve ser ampliado para um número maior de pessoas, da forma mais democrática possível”, diz nota do ministério.

A Renca foi extinta por meio de decreto em 23 de agosto. A repercussão negativa foi imediata. Organizações não governamentais e ambientalistas acusaram o governo de ceder a interesses comerciais e prejudicar o meio ambiente.

A região tem potencial, segundo o governo, para exploração de ouro e outros minerais, entre os quais ferro, manganês e tântalo.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: