Fabricantes de remédios fitoterápicos devem apresentar análise de resíduos de agrotóxicos

a - fitoterapicos
Anvisa/Gov/Br

Os fabricantes de medicamentos fitoterápicos devem apresentar  para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), até 1º de janeiro de 2018, a análise de resíduos de agrotóxicos de seus produtos.

O objetivo da medida, esclarece a Anvisa, é controlar a presença de resíduos de agrotóxicos em medicamentos feitos a partir de plantas medicinais.

De acordo com a agência, o uso desses produtos em fitoterápicos pode representar risco à saúde das pessoas.

A presença de resíduos de agrotóxicos em plantas medicinais e fitoterápicos é uma preocupação das agências reguladoras de medicamentos em todo mundo. Tanto que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que essas análises sejam incluídas no processo de registro dos fitoterápicos.

O prazo foi definido por meio de resolução. As análises devem ser registradas com o código 11300 – “Fitoterápico – Inclusão da análise de agrotóxicos a Fitoterápicos”.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: