Inovação garante Prêmio Sistema Famato em Campo a sete fazendas de MT

e - premio famato
Foto: Revele/Divulgação/Famato

As fazendas Seis Amigos, localizada em Tapurah, e Santa Amélia, de Campo Novo do Parecis, foram as vencedoras da 3ª Edição do Prêmio Sistema Famato em Campo. As propriedades reconhecidas como referência em inovação no estado de Mato Grosso – tema do prêmio este ano. Além delas, outras cinco fazendas receberam o prêmio de referência em inovação em suas respectivas regiões.

As sete fazendas finalistas foram selecionadas entre as 28 que concorreram nas regiões noroeste, nordeste, médio-norte, centro-sul, oeste e sudoeste do estado. Entre os critérios de seleção estavam originalidade, aplicabilidade, funcionalidade da tecnologia e rentabilidade da propriedade.

O Prêmio Sistema Famato em Campo é uma iniciativa da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT) e Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

O objetivo do prêmio este ano foi encontrar propriedades rurais que apostassem em inovação criativa, além de reconhecer o esforço de produtores rurais empreendedores que investem no conhecimento de novas tecnologias para atender mercados crescentes de qualidade e inovação na produção.

Soluções simples para problemas complexos

Na abertura do evento, o presidente do Sistema Famato, Normando Corral, destacou que as inovações tecnológicas têm cada vez mais importância para o agronegócio mato-grossense. “A geração, adaptação e adoção de inovações tecnológicas pelo setor produtivo rural têm tido papel preponderante no sucesso do agronegócio. As grandes inovações são aquelas soluções muito simples para os problemas mais complexos. Exemplos como esses foram reconhecidos neste prêmio”, pontuou Corral.

Os prêmios para as fazendas Stis Amigos e Santa Amélia são a participação em uma missão Técnica que será promovida em 2018 pelo Sistema Famato, um troféu e uma placa de aço personalizada do Prêmio Sistema Famato em Campo em reconhecimento ao título de “Propriedade Inovadora”, que poderá ser fixada na entrada da fazenda.

Também foram premiados com participação em missão técnica e um troféu os sindicatos rurais de Tapurah e Campo Novo do Parecis, responsáveis pela indicação das vencedoras.

O Sistema Famato também premiou as propriedades finalistas de cada região com um troféu de “Campeã Regional”. Representando o noroeste do estado está a Fazenda Perdizes, de Tabaporã; no nordeste, a Fazenda Piraguassu, de Porto Alegre do Norte; médio-norte, a Fazenda Platina, de Santa Carmen; centro-sul, a Fazenda Sophia, de Santo Antônio de Leverger; e na região sudeste a Fazenda Cristalina, de Campo Verde.

Os sindicatos rurais que indicaram as propriedades finalistas também foram premiados. “O intuito de premiá-los foi envolver ainda mais os sindicatos em um prêmio que é de todo o Sistema Famato”, disse a gestora do Núcleo Técnico da Famato, Lucélia Avi.

Produção de energia

A Inovação da Fazenda Seis Amigos é a implantação da primeira usina termoelétrica de Mato Grosso que utiliza dejetos de suínos com matéria-prima para gerar energia. A usina tem um sistema de tratamento de dejetos animais em que são depositados em 18 biodigestores. O biogás está interligado por 8 km de gasodutos e chega até duas caldeiras, onde é queimado e transformado em vapor, um processo movimenta a turbina e transforma o gás em energia elétrica. O abastecimento é feito por meio de uma rede de distribuição que atende toda a propriedade.

“Ser autossuficiente e ainda conseguir produzir mais de R$ 6 milhões anuais em energia elétrica era um sonho antigo que acaba de se tornar realidade após a adaptação na fazenda e a construção de uma usina biodigestor. Acreditamos que esse projeto se paga por si só. É um projeto bonito e é referência nacional para as pequenas propriedades”, disse o sócio proprietário da Seis Amigos, Iraldo Ebertz.

A Seis Amigos tem uma área de 1.374 hectares. As principais culturas exploradas são a criação de suínos, comercialização de feno e bovinocultura de corte. Ebertz foi considerado o maior produtor de feno Tifton do Centro-Oeste, com comercialização em todo o estado.

A gestão da fazenda é feita por um software de sistema integrado, que emite mensalmente relatórios a todos os sócios. O suinocultor acredita na sucessão familiar e esta investindo em uma empresa terceirizada responsável por gerenciar esse processo de transição.

A Fazenda Santa Amélia também inovou com a geração de energia. A fazenda implantou uma estação com placas de energia solar, que gera atualmente 300 kva – o dobro de energia que a propriedade necessita.

De acordo com o proprietário, Roberto Luiz Chioquetta, a energia gerada poderá alimentar os projetos futuros da propriedade como, por exemplo, a irrigação, tornando-a autossustentável.

“A economia financeira será investida na expansão do próprio sistema produtivo, buscando sempre implementar mais estações e tecnologia. Isso é crucial para a mobilidade da fazenda, que tem como objetivo a sustentabilidade e a rentabilidade”, disse Chioquetta.

Na propriedade de 3.100 hectares próprios e 1.100 hectares arrendados, Chioquetta cultiva soja, milho, girassol e milho de pipoca. Na fazenda foi criado um sistema de captação da chuva para uso na lavoura e de coleta seletiva do lixo.

Além das propriedades vencedoras, o Sistema Famato premiou com menções honrosas as fazendas Formosa e a Pôr-do-sol, consideradas inovadoras, mas que não atingiram pontuação suficiente para a classificação.

A Fazenda Formosa, localizada em Glória do Oeste, inovou com um projeto em execução de implemento agrícola denominado aerador de solo. E a Fazenda Pôr-do-sol adaptou um rolo faca na plataforma da colheitadeira de milho, melhorando o espaçamento nas linhas de plantio com o objetivo de destruir a palhada e melhorar o plantio da cultura subsequente.

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: