Rússia restringirá importações de carne suína e bovina do Brasil

A man inspects pieces of beef at a butchery after the Chilean government suspended all meat and poultry imports from Brazil, in Santiago,
Foto: EBC

Da Reuters

A Rússia vai impor restrições temporárias às importações de carnes bovina e suína do Brasil a partir de 1º de dezembro, informou a agência de segurança alimentar do país, a Rosselkhoznadzor, nesta segunda-feira (20).

Na semana passada, a Rússia anunciou que estava considerando uma proibição de todas as importações de carnes suína e bovina do Brasil, após encontrar o aditivo ractopamina em alguns carregamentos, alegação que grupos setoriais da área de carnes do Brasil negaram.

“Dada à gravidade da situação, a Rosselkhoznadzor é forçada a tomar medidas urgentes para proteger os consumidores russos e o mercado alimentar doméstico e introduzir restrições temporárias a partir de 1º de dezembro deste ano”, disse a agência, por meio de nota.

Apesar do teor do comunicado, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, negou que a Rússia tenha fechado seu mercado às carnes brasileiras. “Não considero isso como um mercado fechado, mas uma coisa que acontece permanentemente nas fiscalizações. É pra isso que elas existem.”

“Não está fechado”, diz ministro

Blairo acrescentou: “Não está fechado não [o mercado russo]. Acho que são três ou quatro empresas que foram citadas que apareceram com esse problema, o restante continua trabalhando”, disse o ministro a jornalistas.

Segundo o ministro, a ractopamina é permitida em alguns países, mas este não é o caso da Rússia. Ele afirmou que o ministério tem programas de rastreamento que buscam garantir que o aditivo não esteja presente nos carregamentos destinados ao mercado russo.

“Agora, se alguma empresa fraudou ou deixou passar ou não conseguiu controlar isso, compete, sim, a eles fazerem as observações e a nós fazermos as correções aqui.”

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: