Contratados R$ 64,6 bi para financiar produção agrícola em 2017/2018

MILHO
Foto: Gov. do Paraná

Médios e grandes produtores rurais contrataram R$ 64,6 bilhões de instituições financeiras, no período de julho a novembro deste ano, o equivalente a 34% do total programado pelo governo federal para financiar a produção agrícola brasileira (R$ 188,4 bilhões).

Os dados constam do Relatório de Financiamento Agropecuário – Novembro – referentes aos cinco primeiros meses de liberação de recursos da safra 2017/2018, divulgado nesta quinta-feira (7) pela Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Segundo o secretário de Política Agrícola, Neri Geller, os financiamentos estão fluindo dentro da normalidade, mas com valores contratados 20,6% acima do mesmo período da safra anterior, quando foram aplicados R$ 53,5 bilhões.

“O destaque são os empréstimos destinados à comercialização, que cresceram 36% devido, sobretudo, aos preços de alguns produtos estarem em níveis inferiores àqueles praticados no período anterior”, assinalou Geller.

As instituições financeiras liberaram 300 mil contratos de financiamento envolvendo crédito de custeio, industrialização, comercialização e investimento, ante 268,5 mil operações do período anterior.

Custeio, comercialização e investimento

As operações de custeio, comercialização e industrialização atingiram R$ 52,3 bilhões, alta de 17,9%. Já as contratações na modalidade investimentos, que incluem aquisição de máquinas e de implementos agrícolas, chegaram a R$ 12,3 bilhões, com crescimento de 33,6%.

As contratações feitas pela fonte Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) alcançaram R$ 12,3 bilhões ante R$ 7,2 bilhões no ciclo anterior. Desse valor, R$ 4,9 bilhões foram para operações de custeio, R$ 5,7 bilhões para comercialização, R$ 400 milhões para industrialização e R$ 1,3 bilhão para investimentos.

Entre as linhas de crédito de investimento, operadas principalmente pelo BNDES e Banco do Brasil, o destaque foi o Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural), com desembolso de R$ 1,8 bilhão, ante R$ 962 milhões no período anterior. As aplicações no Moderfrota, programa de aquisição de maquinário, atingiram R$ 3,2 bilhões.

Desempenhos favoráveis foram registrados no Inovagro (Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária) e no PCA (Programa de Construção e Ampliação de Armazéns). As contratações do Inovagro somaram R$ 324 milhões, e as do PCA, R$ 303 milhões.

Da redação, com informações do Mapa

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: