Projeto quer tombar pequi como patrimônio ecológico de Goiás

a - francisco jr deputado
Foto: Ass. Imprensa/Deputado Francisco Jr

O pequi – árvore típica do Cerrado – pode ser tombado, neste ano, como patrimônio ecológico do estado de Goiás. É o que propõe projeto de lei apresentado na Assembleia Legislativa goiana pelo deputado estadual Francisco Jr (PSD).

De acordo com ele, a proposta busca não só a preservação da árvore, cujo fruto é muito usado na culinária do estado, mas também ampliar o debate sobre a preservação do Cerrado.

“O cerrado é um bioma e precisa ser preservado. Infelizmente, só nos lembramos dele quando há queimadas, mas ele precisa ser defendido em vários aspectos, como o da preservação de suas árvores características”, assinala o parlamentar.

Com o tombamento, diz Francisco Jr., o poder público ficará responsável pelo controle do uso da árvore. Com isso, acrescenta, os espécimes tombados só poderão ser remanejados em situação de excepcional interesse público, mediante autorização prévia do órgão ambiental do estado de Goiás.

a - pequi 3 1 18
Foto: Agência Minas/Gov.br

“É fundamental preservamos o pequizeiro, evitar que ele seja retirado de forma aleatória. Por isso, apresentamos o projeto para tombar e preservar esta árvore que é símbolo do Cerrado”, ressaltou o deputado.

Ainda segundo ele, a proposta valoriza a cultura goiana e, ao mesmo tempo, incentiva a sustentabilidade ambiental.

Pelo projeto de Francisco Jr, também podem ser tombados o pau-papel ou árvore do papel (Tibouchina Papyrus); mandiocão (Schefflera macrocarpa); carvoeiro (Sclerolobium paniculatum); jacarandá do cerrado (Dalbergia miscolobium); pau santo (kielmeyera coriácea); murici (Byrsonima crassa); muricizão (Byrsonima verbascifolia); barbatimão (Stryphnodendron adstringens); grão-de-galo (Pouteria ramiflora); laranjinha-do-cerrado (Styrax ferrugineus); pau-terra da folha grande (Qualea grandiflora); pau-terra da casca lisa (Qualea multiflora); baru ou cumaru (Dipteryx alata).

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: