Exportação brasileira de carne halal deve crescer 60% em 2 anos

carne halal
Foto: EBC

Até 2020, as exportações brasileiras de carnes halal para mercados muçulmanos devem aumentar 60%, conforme estimativas da certificadora global Cdial Halal. “Hoje produzimos somente 33% da nossa capacidade”, diz o diretor da Cdial Halal, Ali Saifi, em nota à imprensa.

Parte do incremento das exportações de carne halal é esperada com os embarques do produto para a Indonésia, que começam este ano. O país tem um potencial de importação do produto calculado em US$ 80 milhões.

O Brasil lidera, hoje, as vendas de carne halal, feita especialmente para o consumo de muçulmanos. O país exporta esse tipo de produto para 22 países de cultura islâmica, o que representa um total de 2 milhões de toneladas de carnes halal por ano.

A carne halal requer o cumprimento de uma série de normas, como escolha do animal, forma de abate e preparo do produto para armazenamento e transporte.  O animal deve ser abatido por um muçulmano com a face voltada para Meca. Ele também precisa pronunciar o nome Alláh no momento do abate.

Em português, halal significa “lícito, autorizado”. A comida halal é toda aquela que é permitida no Islã para consumo, segundo as regras do Alcorão, livro sagrado dos muçulmanos.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: