Próxima safra pode ter juros menores, segundo o Mapa

wilson vaz araujo
Secretário Wilson Vaz Araújo, do Mapa – Foto: Mapa/Divulgação

 

A área econômica do governo analisa a redução da taxa de juros do crédito para o Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2018/2019, que começa no dia 1º de julho deste ano, segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A queda sinalizada no momento é de 1 ponto percentual, mas o setor agropecuário defende entre 3 e 4 pontos percentuais.

“Estamos tentando chegar a um denominador comum que seja bom para o produtor rural e que não comprometa o orçamento fiscal”, disse o secretário de Política Agrícola do Mapa, Wilson Vaz de Araújo, após participar de audiência do ministro Blairo Maggi com o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, e representantes do Ministério da Fazenda e do Tesouro Nacional, nessa terça-feira (8).

Segundo ele, a percepção é que há disposição da área econômica para queda de 1 ponto percentual na taxa de juros. No entanto, o Mapa trabalha para elevar o percentual, buscando o equilíbrio entre o que acena a equipe econômica e o que pede o setor rural. Ou seja, um percentual intermediário. “Buscamos a redução que seja possível”, ponderou Wilson Araújo.

Quanto aos recursos a serem destinados para financiar a agricultura da próxima safra, o secretário disse que deve ficar em torno do volume do ano passado, de R$ 188,3 bilhões. Pode ter um ligeiro aumento, pontuou ele. No ciclo agrícola anterior, as taxas de juros foram de 8,5% para grandes empresários rurais e de 7,5% para médios produtores.

Paralelamente, o Mapa informou que o desembolso do crédito rural na safra ainda em vigor (2017/2018) deve ficar entre R$ 145 bilhões e R$ 150 bilhões, do total de R$ 188,3 bilhões.

O Ministério da Agricultura fará outras reuniões com a equipe econômica para tratar do assunto. O anúncio do PAP 2018/2019 está previsto para ocorrer na primeira semana de junho, em Brasília.

Da redação, com informações do Mapa

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: