Produtores entregam hoje ao governo gaúcho pedido de redução do ICMS sobre o arroz

 

arroz em casa irga 14 5
Foto: Irga/Divulgação

Na busca de soluções para superar as dificuldades, o setor arrozeiro defende que o governo do Rio Grande do Sul reduza temporariamente o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para a comercialização do arroz em casca entre os estados. Nesta segunda-feira (14), representantes da cadeia produtiva e de entidades da agropecuária gaúcha entregam ao governo estadual e à Assembleia Legislativa do RS uma carta com a proposta.   

A reivindicação visa a promover o arroz gaúcho entre as indústrias de outros estados, como forma de dar competitividade ao setor. A ideia é reduzir os percentuais de 12% para 7% e de 7% para 4%, dependendo do destino, pelo período de 90 dias, em um momento de final de colheita do cereal.

“Só o ICMS não vai resolver [a crise], mas pode atenuar. Se a indústria tiver desconto, vem buscar o produto aqui”, ressalta o presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do RS (Federarroz), Henrique Dornelles. Segundo a entidade, o custo de produção deve aumentar, no mínimo, 10%. Só os defensivos já subiram 15%.

Hoje, informa o economista-chefe da Federação da Agricultura do Estado do RS (Farsul), Antônio da Luz, o estado tem estoque de 930,61 mil toneladas. Na avaliação do setor, só com o ICMS interestadual menor o arroz gaúcho pode chegar a outros mercados brasileiros, o que contribuirá para gerar renda ao RS e aos seus municípios.

A proposta tem o apoio de pelo menos 50 prefeitos, da Federarroz, Farsul, Federação das Associações dos Municípios do RS (Famurs), Federação dos Trabalhadores na Agricultura no RS (Fetag/RS) e do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga).

Além da redução do ICMS sobre o arroz em casca para comercialização entre os estados, o setor defende, entre outras propostas para dar competitividade ao setor, a inclusão do produto na merenda escolar.

O RS é o principal produtor brasileiro de arroz e tem a segunda maior produtividade mundial, com 7,2 mil quilos por hectare, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: