Filme gaúcho é um dos candidatos à indicação do Brasil ao Oscar

cartaz 1 o caso homem errado

O longa-metragem gaúcho “O Caso do Homem Errado”, dirigido pela cineasta negra Camila de Moraes, é uma das 22 produções pré-selecionados para concorrer ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2019. A lista de filmes nacionais habilitados para disputar à indicação foi divulgada nesta semana pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura. A escolha da produção indicada está marcada para 11 de setembro, e a divulgação será feita em 22 de janeiro do próximo ano. A festa do Oscar 2019 será em 24 de fevereiro, em Los Angeles (EUA).

Exibido em circuito comercial desde março último, “O Caso do Homem Errado” já passou por oito estados em quatro regiões do país e deve chegar a outros lugares até o fim do ano. O documentário, cuja produção executiva é de Camila de Moraes e de Mariani Ferreira, aborda o genocídio da população negra brasileira, baseado na execução do operário negro Júlio César de Melo Pinto pela Brigada Militar, em 1987, em Porto Alegre.

Segunda diretora negra a ter um filme em circuito comercial em 110 anos de história do cinema brasileiro, Camila de Moraes falou, em vídeo divulgado na sua página no Facebook, sobre a trajetória do filme até agora, destacando que se trata de uma produção uma coletiva da comunidade negra:

– A gente está falando que vidas negras importam. Então, a gente precisa estar vivo e ocupar os espaços. E agora, com essa pré-seleção dos 22 filmes que podem representar o Brasil [no Oscar], a gente está cada vez mais confiante e percebendo que nossas vozes estão sendo escutadas. As pessoas estão a fim de dialogar para mudar a realidade brasileira, porque o racismo não é só uma questão de negros, é de brancos e indígenas. Temos que dialogar juntos para buscar solução para esse problema mundial.

camila de moraes 2
Cineasta Camila de Moraes: “Vidas negras importam – Foto: Facebook/Pessoal

Há 34 anos uma diretora negra não conseguia ter um filme em exibição comercial. Gaúcha radicada na Bahia, jornalista e ativista do movimento negro, Camila de Moraes ressalta que o filme mostra “a perversidade da estrutural racial que impede o avanço da população negra do país”.

O longa foi lançado em maio do ano passado e ganhou o prêmio de melhor filme do 9º Festival Internacional de Cine Latino, Uruguayo y Brasileiro, edição 2017, em Punta del Este.

A execução do operário negro

O assassinado de Júlio César, ocorrido em 14 de maio de 1987, ganhou repercussão após a divulgação pelo jornal Zero Hora (RS) de fotos em que ele aparece sendo colocado, vivo, dentro de uma viatura da BM. Confundido com um dos ladrões que haviam atacado momentos antes um supermercado no bairro Partenon, o operário negro chegou morto – atingido por disparo de revólver – 37 minutos depois no Hospital de Pronto Socorro.

Depois de meses de apuração jornalística, com a descoberta do local do crime, a reconstituição do itinerário feito pela viatura policial, a derrubada de versões apresentadas pela BM e a identificação dos envolvidos na execução, o caso foi a julgamento na Justiça Militar. A maioria dos PMs acusados – entre eles, dois oficiais – foi expulsa da BM. O crime é considerado uma mancha na história da quase bicentenária BM.

O filme apresenta o depoimento do repórter-fotográfico Ronaldo Bernardi, autor das imagens que tornaram o caso conhecido, de jornalistas que fizeram a apuração da execução, da viúva do operário, Juçara Pinto, e de nomes destacados da luta pelos direitos humanos e do movimento negro brasileiro.

Além do assassinato de Júlio César, a produção discute as mortes de pessoas negras pelas quais a polícia é acusada. O grande número de jovens negros mortos pelas forças de segurança pública no Brasil levou a Anistia Internacional a tratar a situação como genocídio da juventude negra. O filme também apresenta dados sobre a violência contra a comunidade negra.

FICHA TÉCNICA

Documentário “O Caso do Homem Errado”

Produtora: Praça de Filmes

Diretora: Camila de Moraes

Roteiro: Camila de Moraes, Mariani Ferreira e Maurício Borges de Medeiros

Produção Executiva: Camila de Moraes e Mariani Ferreira

Elenco: (Depoentes): Juçara Pinto, Paulo Ricardo de Moraes, Ronaldo Bernardi, Luiz Francisco Corrêa Barbosa, João Carlos Rodrigues, Jair Kirschke, Edilson Nabarro,  Renato Dornelles, Paulo Antônio Costa Corrêa, Waldemar Moura Lima, Vera Daisy Barcellos, Romeu Karnikowski, Aline Gerber

Direção de Fotografia: Maurício Borges de Medeiros

Trilha Sonora: Rick Carvalho

Montagem: Maurício Borges de Medeiros

Desenho de Som: Guilherme Cássio dos Santos

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: