Enchentes na Austrália podem elevar exportação de gado vivo do Brasil

bovinos canchim ana carolina chagas embrapa
Exportadores brasileiros de gado vivo podem ampliar vendas – Ana Carolina Chagas/Embrapa

A pecuária brasileira pode vir a se beneficiar no comércio internacional em consequência das fortes enchentes ocorridas em fevereiro na Austrália. As inundações atingiram 13 milhões de hectares no noroeste de Queensland, onde está a maior parte do rebanho australiano. Calcula-se que havia cerca de 1 milhão de bovinos nessa área, o que deve reduzir a oferta australiana de gado vivo e carne bovina para o mercado externo.

O setor pecuário avalia que a diminuição do rebanho australiano abrirá espaços para que outros exportadores de gado em pé ampliem suas vendas. O Brasil é, hoje, um dos principais vendedores de bovinos vivos e poderá elevar os embarques.

Além disso, a projeção é que as vendas externas de carne bovina australiana recuem de 2% a 3%, fatia que também deve ser ocupada por outros exportadores, entre os quais o Brasil.

Em 2017, a Austrália foi o terceiro maior exportador mundial de carne bovina, atendente países como o Japão, os Estados Unidos, a Coreia do Sul, China e a Indonésia.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: