No Dia Mundial da Água, agricultores do oeste baiano recuperam nascentes

recuperacao nascente rio barreiras bahia
Produtores de Barreiras mostram importância da preservação da água – Aiba/Divulgação

A Terra também é conhecida como Planeta Água, por ter 71% de sua superfície coberta pelo líquido. Porém, pouco mais de 2% do volume de água doce está disponível para os múltiplos usos, o que tem motivado cada vez mais a agricultores, ambientalistas e população a desenvolver campanhas sobre a necessidade de consumi-la racionalmente. Em Barreiras, no oeste baiano, o Dia Mundial da Água, celebrado em 22 de março, foi mais uma oportunidade para mobilizar os produtores rurais em defesa da conscientização sobre o uso racional da água.  

A data foi comemorada, em Barreiras, com o reflorestamento da Nascente da Tabua da Água Vermelha. A ação integra do Projeto de Preservação e Recuperação de Nascentes, fruto de uma parceria entre produtores rurais, através de entidades de classe como Aiba e Abapa; prefeituras dos municípios da região, SLC Agrícolas e Parque Vida Cerrado.

A iniciativa conta ainda com o financiamento do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA), que destinou R$ 570 mil, e do Programa para o Desenvolvimento da Agropecuária (Prodeagro), que alocou o aporte de mais R$ 250 mil.

Na semana passada, o município de Baianópolis também foi contemplado com a ação de recuperação de uma nascente. Além disso, foi anunciada a intervenção em pelo menos outros cinco olhos d’água. O objetivo é ajudar a preservar os rios da região, já que eles dependem de suas cabeceiras.

A ação contou com a participação de 17 voluntários – equipe formada por técnicos ambientalistas, estudantes e representantes da sociedade civil –, que passaram por três dias de formação para poder atuar em terrenos assoreados ou degradados.

“Temos trazido, ao longo dos anos, sustentabilidade em todo processo produtivo. Ações como estas demostram como o setor rural se relaciona com as questões ambientais, aproximando-o da sociedade, uma vez que a água deve ser tratada não somente como um bem ambiental, mas também de grande valor econômico, cuja utilização deve ser cautelosa pensando também na sua manutenção para as gerações futuras”, assinala diretora de Meio Ambiente da Aiba e uma das coordenadoras do projeto, Alessandra Chaves.

“Com isso, mudamos a visão do setor sobre como trabalhar as questões ambientais”, acrescenta Alessandra. Segundo ela, essas ações também contribuem para mudar a percepção da sociedade sobre o setor agrícola, por mostrarem que os produtores estão realmente preocupados em ampliar a preservação ou recuperação [de nascentes, córregos e rios].”

Projeto

Desde que foi criado, em 2017, o projeto já identificou 143 nascentes localizadas nas redes hidrográficas das bacias do Rio Grande, Corrente e Carinhanha, das quais 77 foram diagnosticadas com necessidade de receber algum tipo de manutenção. Até o momento, já foram totalmente recuperadas 37 nascentes entre os municípios de Barreiras, São Desidério, Baianópolis, Correntina, Formosa do Rio Preto, Jaborandi, Mansidão, Wanderley e Cocos. A expectativa é recuperar mais de 40 nascentes até o final deste ano.

Além do macroprojeto de recuperação e preservação das nascentes, o Parque Vida Cerrado, em conjunto com a equipe técnica da Aiba, está conduzido um programa de educação ambiental que formará uma rede educacional, através da sensibilização e participação das comunidades ribeirinhas.

“O processo de educação ambiental é uma ferramenta imprescindível para que o programa consiga, de fato, atingir as comunidades, a fim de que elas possam se encarregar dessas nascentes, fazendo com que os cuidados prossigam após a finalização do projeto”, observa a coordenadora de educação ambiental do Parque Vida Cerrado, Gabrielle Bes da Rosa.

 Da Aiba

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: