Altas externa e do dólar elevam preços do café robusta no Brasil

cafe paulo lanzetta embrapa 8 3 19
Foto: Paulo Lanzetta/Embrapa

Os valores domésticos do café robusta têm registrado certa recuperação, influenciados pelas elevações nos preços futuros da variedade e do dólar e também pelo aquecimento na demanda, segundo pesquisas do Cepea. Nessa terça-feira (3), o Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6 peneira 13 acima fechou a R$ 281,21/saca de 60 kg, avanço de 0,5% em relação à terça anterior, 27 de agosto.

Apesar da maior liquidez, agentes apontam que o volume de café da safra 2019/20 nas mãos de produtores ainda é significativo. Até a última semana de agosto, esse montante correspondia de 55 a 45% do total produzido no Espírito Santo, conforme agentes consultados pelo Cepea.

Já em Rondônia, essa quantidade é inferior, uma vez que a maior parte produzida na safra 2019/20 foi negociada anteriormente e entregue nos últimos meses. De acordo com agentes, o volume de café na mão de produtores rondonienses corresponde de 30 a 20% do total produzido.

Para o arábica, os preços domésticos levantados pelo Cepea também avançaram nos últimos dias, sustentados especialmente pelos fortes avanços do dólar e dos futuros da variedade. Nessa terça-feira (3), o Indicador CEPEA/ESALQ do café arábica tipo 6 bebida dura para melhor fechou a R$ 420,55/saca de 60 kg, leve alta de 0,3% em relação à terça anterior (27).

Do Cepea

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: