Colheita de soja eleva expectativa de produção brasileira para 124 mi de t

soja colheita 2 elio rizzo
Foto: Elio Rizzo/AGROemDIA

O ritmo da colheita de soja no Brasil tem mostrado produtividades positivas, elevando a estimativa de produção para a safra 2019/20. Segundo revisão de fevereiro da INTL FCStone, estão previstos 124 milhões de toneladas, aumento de 1,9% frente ao número divulgado em janeiro e quase 8% a mais que as 115 milhões de toneladas produzidas no ciclo 2018/19, de acordo com a Conab.

“No Mato Grosso do Sul e em Goiás, além do aumento do rendimento, houve revisão também de área. Caso os resultados favoráveis se mantenham até o final da colheita, haverá espaço para novos aumentos nas próximas revisões”, avalia Ana Luiz Lodi, analista de inteligência de mercado do grupo.

No Rio Grande do Sul, o clima quente e seco trouxe cortes no rendimento, levando a produção estimada a cair pouco mais de 400 mil toneladas. Apesar disso, o clima em fevereiro ainda é importante, já que o ciclo no estado é mais tardio.

De modo geral, com a expectativa da produção de soja revisada para cima e sem modificações nas variáveis de demanda, os estoques devem ficar mais elevados, em 5,78 milhões de toneladas.

A estimativa de exportações em 2020 pela INTL FCStone está mantida em 72 milhões de toneladas e a de consumo doméstico em 48 milhões de toneladas.

A Conab ainda vai divulgar revisões do quadro de oferta e demanda da soja, possivelmente para várias safras passadas, o que pode impactar os números da safra 2019/20.

Milho

Para a primeira safra de milho 2019/20, a INTL FCStone trouxe um pequeno aumento em sua revisão de fevereiro, de 160 mil toneladas, consolidando a expectativa de produção em 25,91 milhões de toneladas – motivada pelas boas perspectivas para o rendimento em alguns estados, como o Paraná.

“Esse leve aumento da produção estimada para a primeira safra condicionou também o crescimento da produção do total, alcançando 99 milhões de toneladas – considerando, ainda, o número de produção para a 3ª safra da Conab”, explica Ana Luiza Lodi.

Já para a safrinha, o número de fevereiro da INTL FCStone mostrou estabilidade em relação a janeiro, apesar dos ajustes menores de área e de produtividade entre os estados. A produção esperada continua em 71,97 milhões de toneladas, com a possibilidade de o ciclo de inverno sofrer mudanças significativas, dependendo do andamento do plantio e principalmente do clima nos próximos meses.

“As expectativas para a safrinha são grandes, principalmente num ano em que há preocupações com a disponibilidade de milho, após o consumo e as exportações muito fortes em 2019”, diz Ana Luiza.

Apesar do leve aumento da produção, a estimativa de estoques finais de milho para a safra 2019/20 caiu para 8,57 milhões de toneladas, decorrente de estoques de passagem menores da safra 2018/19, após as exportações recordes.

 

 

 

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: