Aquisição de leite aumenta 2,3% em 2019 e alcança novo recorde, diz IBGE

leite derramado 5 6 19 pixabay license
Foto: Pixabay License

Os laticínios sob serviço de inspeção sanitária captaram, no ano passado, 25,01 bilhões de litros, acréscimo de 2,3% em relação a 2018, segundo dados divulgados nesta quinta-feira 19 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O volume captado do produto manteve a sequência de resultados positivos desde 2017 e atingiu o recorde na série histórica do IBGE, iniciada em 1997.

A aquisição de 552,42 milhões de litros de leite a mais em nível nacional resultou do aumento no volume captado em 18 das 26 unidades da Federação (UFs) participantes da Pesquisa Trimestral do Leite. Os maiores aumentos ocorreram no Paraná (+186,16 milhões de litros), Minas Gerais (+181,60 milhões), Goiás (+112,49 milhões), São Paulo (+57,60 milhões) e Ceará (+55,14 milhões). Houve quedas em oito estados, sendo a mais expressiva no Rio Grande do Sul (-79,35 milhões).

Minas Gerais manteve a liderança, com 25,0% de participação nacional, seguida por Rio Grande do Sul (13,2%) e Paraná (13,1%).

Já no 4º trimestre de 2019, a aquisição de leite foi de 6,65 bilhões de litros, uma redução de 0,9% em relação ao 4º trimestre de 2018. Quanto ao trimestre imediatamente anterior, o volume foi 5,6% maior. Comparando o 4º trimestre de 2019 com o mesmo período em 2018, houve decréscimo de 57,38 milhões de litros de leite em nível nacional.

Da Agência IBGE Notícias

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Um comentário em “Aquisição de leite aumenta 2,3% em 2019 e alcança novo recorde, diz IBGE

Deixe uma resposta