Coronavírus: Cartilha orienta produtores sobre a colheita das safras

Arte Mapa/Anater

A necessidade de assegurar o abastecimento e a segurança alimentar dos brasileiros durante a pandemia do novo coronavirus (Covid-19) intensificou a adoção de cuidados de higiene em toda a cadeia de agrícola. Para colaborar com o setor, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) elaboraram uma cartilha com recomendações gerais para o período de colheita das safras, o transporte dos produtos e o alojamento dos trabalhadores.

O documento apresenta 35 orientações sobre segurança das pessoas envolvidas na colheita de produtos vegetais. As medidas estão alinhadas com as diretrizes do Ministério da Saúde, de acordo com o Ministério da Agricultura e a Anater.

São sugestões que englobam desde conceitos básicos, como lavar as mãos com água corrente e sabão líquido e os cuidados com higiene pessoal, até o uso de equipamentos de proteção individual e outros mais específicos ligados à atividade agrícola. Entre eles, ampliar o período de colheita, quando possível, separar os colhedores por carreiras e fazer revezamento de turnos no transporte dos trabalhadores do campo.

A cartilha ressalta que, por se tratar de recomendações, “não impõe regras e visa unicamente consolidar diretrizes já estabelecidas e o incremento de higienização durante atividade de colheita de produtos vegetais”. Lembra ainda que, como o coronavírus pode persistir por horas ou dias, a depender da superfície, da temperatura e da umidade do ambiente, uma das estratégias mais importantes para evitar a exposição é redobrar os cuidados com a higiene.

O texto destaca ainda que todas as atividades devem considerar rigorosamente as diretrizes de segurança mínima estabelecidas para conter o avanço da Covid-19 apresentadas pelo Ministério da Saúde, bem como as prescrições previstas no Regulamento Sanitário Internacional anexo ao Decreto 10.212/2020, definidos na 58ª Assembleia Mundial de Saúde.

Calendário agrícola

A possibilidade de realizar colheita de diversas culturas praticamente durante todo o ano nas diferentes regiões, conferindo ao Brasil o calendário agrícola mais dinâmico do mundo, faz do campo um dos maiores empregadores de mão de obra do país. Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a dimensão territorial nacional permite a realização de até três safras de grãos no mesmo ano agrícola (setembro a agosto).

Neste período do outono, conforme o calendário da Conab, estão em colheita culturas como algodão, arroz, feijão (em algumas regiões logo já começa a 2º safra), milho (1º safra); soja, entre outras. Dependendo da região do país, os trabalhos no campo podem estar mais ou menos adiantado.

Clique aqui para acessar a cartilha com recomendações gerais para o período de colheita das safras, o transporte dos produtos e o alojamento dos trabalhadores.

*Da redação, com o Mapa

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta