Agro&Negócio: Investidores apostam em startups do agro (áudio e vídeo)

Ricardo Wegrzynovski (Weg)*

Ouça a coluna clicando aqui

ONEVC DE OLHO EM AGRITECHS BRASILEIRAS

A agricultura brasileira desperta interesses de investidores internacionais. Isso é fato. Nós que conhecemos os campos brasileiros sabemos que temos potencial para alimentar o mundo.

De olho nesse potencial, a ONEVC Capital de risco e participações privadas, que tem base no Vale do Silício, em São Francisco, nos EUA, e também em São Paulo capital, está atenta às oportunidades de negócios no setor.

De um lado vemos investidores com o potencial dos clientes da ONEVC; de outro, startups como as da Cyklo Agritech, sediada em Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia.

A região já é líder mundial em produção por hectare. Ou seja, no oeste baiano os produtores fazem nascer numa mesma área muito mais do que qualquer outra região do mundo.

A união entre os investidores e agritechs, como as da Cyklo, pode alavancar excelentes negócios. E o Brasil é único no mundo a oferecer esse tipo de potencial.

Nichos de investimentos

Hans Tung, sócio-gerente da GGV Capital tem consciência disso. No site da ONEVC, ele escreveu: “Haverá escassez de alimentos no futuro […] e há valor em unir ciência e tecnologia para resolver problemas do mundo real. O Brasil tem muitos recursos naturais. Será bom reunir recursos com tecnologia e criar algo produtivo para ajudar a sociedade.”

A publicação da ONEVC aponta que um dos nichos de investimentos em startups agro é focada em financeiras, em especial aos pequenos e médios agricultores. Outros setores que têm potencial, segundo a análise do grupo, são as imagens de satélite e sensores, que facilitam, por exemplo, o desenvolvimento de Inteligência Artificial no campo.

O grupo ONEVC ressalta que uma grande vantagem natural do Brasil é o fato de termos até três colheitas por ano. E isso porque não temos ameaça de neve, nem mesmo as finas geadas, que aterrorizam os agricultores dos Estados Unidos, Canadá, Rússia e outros países. Ou seja, a natureza está a nosso favor.

Imagem: Embrapa

ACORDO DE COOPERAÇÃO TECNOLÓGICO

Após consolidar a aquisição dos ativos da Nufarm, a subsidiária brasileira da japonesa Sumitomo Chemical anuncia que firmou acordo de cooperação tecnológica com o hub de inovação AgTech Garage, instalado no Parque Tecnológico de Piracicaba, interior de São Paulo. A AgTech Garage reúne quase 400 startups conectadas, além de mais de 1000 profissionais e cerca de 30 grandes empresas apoiadoras.

Vamos traduzir aqui o assunto. AgTech é o termo usado para contemplar duas palavras: agricultura e tecnologia.

Usamos também agritech, que é a mesma coisa que Agtech…Esta segunda mais inglesada, digamos assim.

Quando falamos em hub de inovação, estamos nos referindo a um local que faz elos entre startups e os interessados, sejam empresários, investidores etc. O hub faz a ligação. Não mais que isso.

Quando dizemos que eles fizeram um acordo de cooperação, estamos falando que se tornaram amigos, parceiros…Não que necessariamente haverá dinheiro ou investimento material.

Vamos focar na palavra cooperação para entender, então, que um vai cooperar com o outro.

De fato, um acordo de cooperação é um passo importante. E ter uma marca como a Sumitomo pendurada na parede, entre as outras tantas marcas, é interessante.

Ampliação no Brasil

Os japoneses ainda têm muito a ampliar no Brasil para, de fato, conhecer as agritech do país. Essa iniciativa é fundamental. Afinal, os primeiros passos são super importantes para uma longa caminhada.

A Nufarm iniciou suas atividades em 1950 e mantém operações de fabricação e marketing em toda a Austrália, Nova Zelândia, Ásia, Américas e Europa, vendendo produtos em mais de 100 países. A Nufarm emprega mais de 3.400 pessoas, focadas em qualidade, inovação, marketing e suporte técnico.

A Sumitomo Chemical Brasil tem investido fortemente nas áreas de marketing digital, agricultura de precisão e na digitalização em suporte ao manejo de pragas, doenças e plantas daninhas.

Segundo o presidente da Sumitomo Chemical para a América Latina, Juan Agustin Ferreira Espinosa, o agronegócio brasileiro é o principal foco para avanço da empresa na América Latina.

Sediada em Tóquio, a Sumitomo Chemical é uma das principais empresas químicas japonesas. Fundada em 1913, está presente em mais de 180 países, com 32 000 colaboradores. Seu escritório central no Brasil fica na cidade de São Paulo. A companhia mantém ainda um centro de pesquisas em Mogi Mirim.

Foto: Maria Eugênia Ribeiro/Embrapa

ABELHAS E AGRICULTURA

A iniciativa ‘Abelhas em Campo’ estuda práticas amigáveis de incentivo à coexistência entre agricultura e apicultura

Organizada pelo Movimento Colmeia Viva, em parceria com a consultoria Agroefetiva e a HP Agroconsultoria, o “Abelhas em Campo”, terá resultados fechados em dezembro

Trata-se de uma pesquisa de caráter técnico com objetivo de conhecer boas práticas e fortalecer a complementaridade entre agricultura a apicultura.

A intenção é enfatizar “procedimentos práticos utilizados a campo que visem a proteção de cultivos e a convivência harmoniosa destes com as abelhas”, resume Rhaissa Michievicy, engenheira agrônoma do Colmeia Viva.

Saiba mais no site: www.colmeiaviva.com.br

RAPIDINHAS

Phibro Saúde Animal tem nova marqueteira

A nova gerente de marketing da Phibro Saúde Animal é Camila Ferraz. Formada em administração de empresas e especialização em marketing no Brasil e no exterior, Camila chega para coordenar as várias iniciativas da empresa em pecuária, avicultura, suinocultura e aquicultura.

Ação solidária

A Vetoquinol Saúde Animal distribuiu 20 mil unidades de álcool em gel para pet shops, clínicas veterinárias e revendas agropecuárias em todo o país. A Vetoquinol é uma das 10 maiores empresas de saúde animal do mundo.

Cooxupé

A Cooxupé – cooperativa regional dos cafeicultores de Guaxupé – informa que, “mesmo em época de colheita, ou até mesmo fora dela, dispõe de vários armazéns para receber e guardar com segurança o café de seus cooperados no Sul de Minas, Cerrado mineiro e média mogiana do estado de São Paulo. Confiança na cafeicultura. Confiança no cooperativismo!”

Leilão da Fazenda Terra Boa

O leilão virtual de touros da Fazenda Terra Boa colocará à venda animais de destaque. O evento será realizado no dia 5 de julho, às 13h, com transmissão ao vivo pelo Canal Rural. A oferta é de 90 touros e 50 fêmeas.

*Jornalista multimídia e consultor de marketing digital voltado ao agronegócio

Contatos:

agroemdia@gmail.com

ricardowegjornalista@gmail.com

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta