ABCZ: Projeto vai aprimorar qualidade da carne de raças zebuínas

Foto: Divulgação

Seguindo o seu compromisso de contribuir para o desenvolvimento de uma pecuária cada vez mais sustentável, a Premix uniu forças com a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) no projeto “Zebu, carne de qualidade”, cujo objetivo é incentivar a produção sustentável de carne bovina de alto padrão das raças zebuínas.

A iniciativa evidencia o esforço da Premix e da ABCZ em prol do melhoramento da raça Nelore, conduzido para gerar animais produtivos, rústicos, econômicos e capazes de fornecer uma carne de ótima qualidade.

O programa visa a atender à crescente demanda por alimentos de qualidade produzidos de forma sustentável, suprindo uma população cada vez mais exigente e levando em conta a constante preocupação com fatores que impactam na produção desses alimentos.

Durante 21 meses, 111 machos da raça Nelore, todos com RGN na categoria PO (puro de origem), serão suplementados com os protocolos da Premix relacionados à recria a pasto e ao confinamento, sendo que os animais serão posteriormente abatidos para se medir o diferencial econômico do uso de genética zebuína PO de qualidade.

Banco de dados

Os animais, com idade entre 6 e 8 meses e 200 kg de peso médio, foram doados por 89 criadores de 10 estados brasileiros. O programa será conduzido na Fazenda Experimental da ABCZ – Orestes Prata Tibery Júnior, localizada no município de Uberaba (MG).

Ao final do período, as carcaças dos animais serão avaliadas e formarão um banco de dados para elaboração de novos critérios de produção sustentável de carne, com a descrição dos melhores e mais adequados protocolos de manejo nutricionais e sanitários.

Segundo Lauriston Bertelli, diretor de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) da Premix, o projeto tem como foco submeter esses animais com qualidade comprovadamente superior a um protocolo de recria a pasto, que inclui suplementação moderada aditivada com o Fator P, um aditivo 100% natural.

“Nosso objetivo é produzir animais bem-acabados e com carne de qualidade, sendo que a produção por área deverá ser de 30 arrobas por hectare durante a fase de recria, que dura de 10 a 11 meses. Depois dessa etapa, os animais serão confinados e suplementados com núcleo natural concentrado para rações, aditivado com o Fator P, sem ionóforo e sem antibiótico, até o final do processo, seguindo depois para o abate”, explica Bertelli.

Durante o programa, a Premix será responsável por toda a dieta dos animais, utilizando sua experiência na condução e orientando todo o modelo operacional.

Impacto ambiental

A empresa também irá medir o impacto dos animais na questão ambiental durante os 21 meses que envolvem o projeto. “Vamos calcular a pegada de carbono e comparar com a média nacional da pecuária de corte, já que o programa visa um protocolo de produção econômica, com qualidade e ambientalmente sustentável”, ressalta o diretor de PD&I.

O CEO da Premix, Marco Guidolin, destaca que as principais características para a produção de carne de qualidade, que são nutrição, sanidade, manejo e genética, estão presentes no projeto, cujo desafio é mostrar o potencial produtivo da raça Nelore.

A iniciativa tem grande importância para a pecuária de corte, uma vez que a ABCZ é uma entidade voltada ao melhoramento que reúne vários pecuaristas. “É uma ótima oportunidade para mostrarmos o nosso trabalho, por meio dos produtos, conceitos e protocolos de nutrição”, finaliza Guidolin.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta