Fundo de defesa sanitária animal do RS tem dois novos integrantes

Mais duas entidades passam a fazer parte do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal do Rio Grande do Sul (Fundesa-RS): a Federação das Cooperativas Agropecuárias do RS (FecoAgro-RS) e a Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça (Febrac). O ingresso delas no Fundesa-RS foi aprovado e formalizado em assembleia extraordinária nesta sexta-feira 20.

A adesão das novas entidades, que já vinha sendo discutida há alguns meses, tem objetivo de contribuir para o fortalecimento do fundo. Conforme o presidente do Fundesa, Rogério Kerber, cada vez mais os fundos privados vêm ganhando relevância frente ao cenário de avanço sanitário em todo o país.

“Com o ingresso dos novos participantes, o Fundesa segue com o desafio de manter a celeridade nas ações, a credibilidade junto aos órgãos oficiais e a transparência na gestão de recursos”, assinalou Kerber.

O presidente da FecoAgro-RS, Paulo Pires destacou que “entrar para o Fundesa era uma demanda das próprias cooperativas e representa orgulho para a entidade”.

Já o presidente da Febrac, Leonardo Lamachia, ressaltou que ingresso no fundo “representa motivo de júbilo e responsabilidade, já que cada vez mais sua missão ganha importância diante do avanço de status sanitário do Rio Grande do Sul”.

A partir de agora, os conselhos técnicos operacionais do Fundesa, responsáveis pela elaboração e sugestões de projetos nas quatro cadeias produtivas que compõem o fundo, ganham a participação de representantes das duas entidades.

A necessidade de reforço do Fundesa, mencionada em todos os encontros relacionados à retirada da vacinação contra a febre aftosa, será a primeira pauta da nova composição dos Conselhos Técnicos Operacionais. Os grupos têm até o dia 30 de setembro para reavaliar critérios, redimensionar a necessidade de recursos e apresentar sugestões para garantir o aumento da arrecadação do fundo.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta