Câmara mantém recursos de fundos públicos para o agronegócio

Foto: Marayanna Oliveira/Câmara dos Deputados

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) comemorou a decisão da Câmara dos Deputados de retirar do Projeto de Lei Complementar (PLP) 137/2020 três fundos setoriais que teriam parte de seus recursos direcionados para cobrir gastos do governo durante a pandemia.

Com a atuação da CNA e da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), um destaque aprovado pelos deputados na noite dessa quinta 17 excluiu da relação de 29 fundos públicos o Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), o Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) e o Fundo de Estabilidade do Seguro Rural (Fesr). A votação do PLP foi concluída nesta sexta-feira 18 e a matéria segue agora para aprovação no Senado.

“Todos eles [fundos] constituem instrumentos importantíssimos de política pública e setorial, ao financiarem a atividade produtiva e contribuírem para sua comercialização, além de prover garantias às exportações de todos os setores de atividade econômica”, diz a CNA em parecer técnico.

Para a confederação, a decisão da Câmara é uma conquista para o setor, pois o Funcafé é o principal recurso que assegura a sustentabilidade e competitividade da cafeicultura. O Fust, por sua vez, pode contribuir no provimento de conectividade na zona rural, e o Fesr é importante para garantir a estabilidade das operações de seguro rural e atender à cobertura suplementar dos riscos de catástrofe.

Juntos, os 29 fundos representam um montante superior a R$ 177 bilhões. Já o saldo de superávit financeiro do Funcafé é de R$ 1,6 bilhão, enquanto os do Fust e do Fesr são de R$ 5,6 bilhões e R$ 3,3 bilhões, respectivamente.

“Retirar os saldos financeiros dos fundos tende a impactar profunda e negativamente a atividade econômica no Brasil e em particular a do agronegócio, cujo crescimento é ainda mais essencial no atual momento de enfrentamento da covid-19”, enfatiza a entidade.

Em parecer técnico, a CNA afirma que os recursos para a execução das ações de combate à covid-19 foram garantidos por meio da aprovação da PEC 10, transformada na Emenda Constitucional 106/2020, que criou o “Orçamento de Guerra”, que desobriga o Poder Executivo do usual remanejamento de recursos.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: