CONTEÚDO PATROCINADO: Hipocalcemia subclínica pode causar perdas a longo prazo nos rebanhos

Foto: Cleuza Brutti/Embrapa/Divulgação

A hipocalcemia subclínica é uma doença silenciosa que está presente nos rebanhos e se caracteriza por uma deficiência na estabilidade dos níveis de cálcio em torno do parto. O cálcio está presente em diversas atividades no metabolismo animal e atua de maneira fundamental nas contrações musculares, na coagulação sanguínea, na condução de impulsos nervosos e nas respostas do sistema imune, sendo assim, a dificuldade na manutenção dos níveis de cálcio no sangue se torna uma preocupação na fazenda. Perdas na produtividade, nos índices reprodutivos e ainda o surgimento de doenças metabólicas no período de transição podem nortear o diagnóstico dessa enfermidade, que acomete grande parte das vacas no pós-parto.

“Como todas as doenças subclínicas, a hipocalcemia subclínica também cursa sem sinais aparentes, o que muitas vezes pode impedir o produtor de enxergar essa enfermidade no rebanho. Infelizmente o silêncio da doença drena os investimentos através de perdas produtivas e reprodutivas, tornando os animais mais suscetíveis a doenças e demandando custos com tratamento de patologias que vêm na sequência, como metrites, mastites e deslocamento de abomaso, por exemplo. Apesar da instabilidade e diminuição dos níveis de cálcio ser fisiológica no pós-parto, a duração desse episódio e a intensidade são características da forma subclínica.”  explicou a médica veterinária e especialista Matterna da GENEX Brasil, Mariana Marcondes.

A doença pode ser prevenida com a utilização de produtos que auxiliem no recrutamento, na manutenção e na estabilidade do cálcio, evitando prejuízos. “O CAL 24, desenvolvido pela GENEX, permite a reposição do mineral na forma de bolus em uma única aplicação feita imediatamente após o parto. São dois suplementos (2 bolus) que apresentam vitamina D, magnésio e o cálcio de 3 formas”, destacou. A aplicação é feita via oral com o auxílio de um aplicador específico que direciona o produto ao rúmen para que possa ser devidamente aproveitado.

A eficácia do uso do produto também foi registrada em números. Dois estudos conduzidos pela equipe americana da GENEX demonstraram seu sucesso. Foram avaliados grupos dentro de dois rebanhos comerciais, sendo um Jersey (IOWA) e o outro Holandês (WISCONSIN), totalizando 70 animais, sendo que metade recebeu a suplementação e a outra metade não. Nesse experimento, ambas as raças tiveram excelentes respostas ao uso do produto, e ambos os grupos que receberam a dose do CAL24 permaneceram com os níveis estáveis de cálcio dentro de 24h após o parto. No rebanho holandês, o pico de cálcio foi encontrado após 12h de fornecimento e mostrou que, comparado ao grupo controle, houve um aumento de 7,3% nos níveis de cálcio ionizável.

O trabalho realizado no rebanho Jersey demonstrou o pico do grupo controle dentro de 2h após aplicação e um aumento em 13,3% nos níveis de cálcio em comparação ao outro grupo. Para o ano de 2021, a equipe da GENEX – BRASIL em parceria com a UFLA (Universidade Federal de Lavras – MG) irá fortalecer os dados colhidos nos Estados Unidos através de um experimento conduzido nas condições climáticas, nutricionais e genéticas do rebanho brasileiro. “Estamos ansiosos pela chegada do novo experimento. Com toda certeza, irá fortalecer não só a eficiência do CAL24 no controle e prevenção da doença, mas também irá expor a presença da hipocalcemia subclínica nos nossos rebanhos”, comentou a especialista.

O melhor começo para o futuro da fazenda

As bezerras são o futuro da produção de leite e merecem extrema atenção desde o momento do nascimento. Durante a gestação, o tipo de placenta dos bovinos impede que o animal receba anticorpos da mãe, sendo assim, a prevenção de todas as doenças se inicia a partir do fornecimento de colostro. Nesse momento, além das imunoglobulinas – que são fundamentais para a formação do sistema imune e proteção nos primeiros dias de via – é importante ressaltar o papel do colostro na sobrevivência dos animais: é rico em vitaminas, minerais, gorduras e proteínas que irão manter e sustentar o neonato nos primeiros dias de vida.

 

No dia a dia das propriedades, estamos sujeitos a falhas na produção de colostro, tanto em volume quanto em qualidade, que compromete a saúde e vida da bezerra. “A GENEX incluiu o Colostro em Pó SCCL na linha de cuidados para o rebanho justamente para contribuir com essa etapa tão importante do ciclo de todas as propriedades, podendo ser utilizado para eventos onde não existe colostro suficiente ou ainda para enriquecer o colostro que a fazenda já produz com qualidade. Por ser um produto 100% natural, o Colostro em Pó é a melhor escolha para um excelente começo”, ressalta Mariana.

Os reflexos de uma boa colostragem se estendem à vida produtiva dos animais. Muitos trabalhos demonstram que bezerras que tiveram uma boa colostragem se tornaram vacas mais produtivas dentro do rebanho, elevando em mais de mil litros a produção na primeira lactação. “A diminuição da morbidade e mortalidade no bezerreiro é o objetivo principal de todo criador, ter animais saudáveis e de melhor desempenho são fundamentais para a sobrevivência da atividade”, disse.

Outro ponto ressaltado pela médica veterinária, são os custos direcionados para tratamentos de doenças que podem ser consideravelmente diminuídos adotando boas práticas no dia a dia do bezerreiro. “A maioria dos bezerreiros é marcada por cuidadores extremamente comprometidos, conscientes e amorosos com os animais, nosso papel é levar cada vez mais informação da porteira para dentro e trabalhar ao lado das equipes para garantir sustentabilidade, saúde e informação, afinal, as bezerras são a nova geração de produtoras de leite da propriedade”, concluiu Mariana.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: