Seca prejudica produção de milho e reduz safra de grãos do DF em 12,6%

A falta de chuvas desde o final de março, que se agravou ainda mais em junho em quase todo o Distrito Federal, tem prejudicado o cultivo de milho na região. Com a queda na produtividade e área plantada do cereal, a produção total de grãos no DF deve ter redução de 12,6%, com volume estimado de 762,8 mil toneladas para a safra 2020/21. Segundo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta quinta-feira (8), nem mesmo o aumento de 1,2% na área total plantada, que chegou a 166,4 mil hectares, compensou os prejuízos da seca nas lavouras.

A soja, principal cultura da região, tem expectativa de leve aumento na produção, passando de 290,5 mil t (2019/20) para 292 mil t (2020/21). O acréscimo ocorreu em virtude do incremento de 5,4% na área plantada com a oleaginosa, que compensou a perda de 4,6% na produtividade.

No caso do feijão 2ª safra, a colheita concluída em uma área de 1.200 hectares é 7,7% inferior à cultivada na safra anterior. O motivo foi a substituição pelo milho na área antes cultivada com feijão caupi. Já o de 3ª safra, com área 5,9% superior à cultivada em 2019/20, teve produção 7,6% superior. As lavouras são conduzidas em áreas irrigadas e estão em estádios de floração (50%) e o restante em enchimento de grãos. Somando as três safras, o levantamento mostra que a produção total no DF é de 39,9 mil toneladas de feijão.

O trigo local apresenta estimativa de queda, quando comparado com a safra anterior. Atualmente, a previsão é que o Distrito Federal produza 10,8 mil toneladas do cereal, 1,8% a menos que em 2019, quando a colheita chegou a 11 mil toneladas. A área total é de 2,8 mil hectares, com produtividade média de 3.856 kg/ha. As lavouras irrigadas encontram-se em estádio de crescimento vegetativo e as de sequeiro em plena colheita.

Outras culturas desenvolvidas na região são o girassol e o sorgo. O primeiro está em fase de floração e maturação, com área registrada neste levantamento em 700 ha e produção de 1,6 mil toneladas, destinada em sua maioria ao comércio varejista para venda a criadores de aves ornamentais. Já o sorgo, com redução na área cultivada e na produtividade, deve alcançar uma produção de 43,5 mil toneladas, 11,8% inferior à safra anterior.

Clique aqui para acessar os dados completos da safra de grãos no DF e Entorno e demais informações do 10° Levantamento da Safra de Grãos 2020/21.

Da Conab

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: