Startup do agro do Matopiba recebe cerca de R$ 1,4 milhão de investidores

A startup Dioxd, desenvolvedora uma tecnologia capaz de aumentar em até 12% a produtividade da soja e do feijão, recebeu um aporte de cerca de R$ 1,4 milhão da AgroVen e da GR8 Ventures para investir na sua expansão no mercado. A Dioxd faz parte do grupo de 10 startups aceleradas pela Cyklo Agritech em 2020, seu primeiro ano de operações no Matopiba (MA, TO, PI e BA).

“Com o investimento, a Dioxd poderá fazer sua tecnologia chegar a um maior número de agricultores do Matopiba e das demais regiões produtoras agrícolas”, pontua o CEO da Cyklo Agritech, Pompeo Scola.

Com sede em Luís Eduardo Magalhães (BA) e em Londrina (PR), a Dioxd desenvolveu uma tecnologia de aplicação de gás carbônico no tratamento de sementes de soja e feijão. A inovação é resultado de sete anos de pesquisa do CEO da Dioxd, o estudante da agronomia João Barboza.

Durante a aceleração na Cyklo Agritech, a tecnologia da Dioxd passou por todos os testes de campo, com aval de universidades e da Kasuya Inteligência Agronômica, empresa de engenharia agronômica da região do Matopiba.

Conforme João Barboza, o aporte da AgroVen e da GR8 Ventures possibilitará à Dioxd reforçar os investimentos no aperfeiçoamento do software de controle de temperatura, umidade e concentração de CO2, usado nas aplicações nas sementes de soja e feijão, e em ações de marketing. Num primeiro momento, assinala o CEO da Dioxd, a meta é fortalecer a atuação no Matopiba e, numa segunda fase, ampliar as operações para SP, MG, PR e MS.

“Além de ampliar nossa perspectiva de inserção no mercado, o investimento que a Dioxd recebeu da AgroVen e da GR8 Ventures significa o coroamento de um trabalho iniciado na escola em Londrina, quando eu tinha 13 anos”, lembra João Barboza. “Agora, com o apoio da Cyklo, onde passamos por um período de nove meses de aceleração e tivemos um aporte inicial de R$ 200 mil, chegamos a um estágio promissor para o nosso plano de negócios.”

De acordo com João Barboza, o valor de mercado da Dioxd passou, com aporte dos investidores, de R$ 1 milhão para cerca de R$ 10 milhões.

Com o investimento recebido pela Dioxd, já são três as startups da safra 2020 que receberam aporte de recursos após sua aceleração na Cyklo Agritech. As outras duas startups que já atraíram investidores, informa Pompeo Scola, foram a SSCROP, voltada à gestão de fazendas, e a Aproxima Grãos, plataforma de comercialização de grãos.

A exemplo da Dioxd, cada uma delas passou a ter seu valuation (valor estimado) pós investimento em cerca de R$ 10 milhões.  Atualmente, as startups KALLIANDRA e a Agro Insight, também aceleradas na Cyklo, estão negociando com fundos a possibilidade de receber investimentos.

Para Pompeo Scola, isso é muito relevante por informar aos investidores da Cykoo, em sua maioria produtores e empresários do agro, sobre a construção de valor das startups e potencial de retorno financeiro.

“Embora seja um mercado de venture capital (capital de risco), nossa expectativa é de devolver quatro vezes o capital investido nesse primeiro fundo. Para isso, precisamos que todas as startups do batch 2020 tenham o crescimento do seu valuation inicial”, diz Pompeo Scola.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Um comentário em “Startup do agro do Matopiba recebe cerca de R$ 1,4 milhão de investidores

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: