Deputado pede ao presidente da China retomada das compras de carne do Brasil

Deputado Fausto Pinato – Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O deputado federal Fausto Pinato (PP-SP), presidente da Frente Parlamentar Brasil-China e da Frente Parlamentar dos BRICS no Congresso Nacional, enviou carta ao presidente da China, Xi Jinping, pedindo a retomada das importações de carne bovina e a liberação de licenciamento de novos frigoríficos brasileiros. No documento, Pinato informa que, caso a situação perdure até o fim do ano, o Brasil e seus pecuaristas e fornecedores poderão ter um prejuízo de R$ 10,1 bilhões.

Na carta, enviada nessa segunda-feira (1º), Pinato ressalta “a importância da parceria entre os dois países, a boa relação entre o Congresso Nacional e o governo chinês, apesar dos atritos recentes do governo federal, assim como a importância da China para a retomada da nossa economia e da geração de empregos para os brasileiros”.

As exportações de carne bovina para a China foram interrompidas no início de setembro, devido à ocorrência de dois casos atípicos da doença da vaca louca (um em Minas Gerais e outro em Mato Grosso).

Assim que os casos foram constatados, o Brasil suspendeu os envios de carne bovina para o mercado chinês, como determina o acordo sanitários entre os dois países.

A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) também foi notificada pelo Brasil, abriu investigação sobre os dois casos e descartou que representassem qualquer risco à saúde humana ou animal.

“Os materiais de risco foram devidamente removidos e destruídos. A carne e outros produtos desses animais não entrarão na cadeia alimentar e não representam risco para as populações de ruminantes”, diz a OIE, ao encerrar a investigação sobre os dois focos no Brasil.

Leia, abaixo, a íntegra da carta:

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: