Morre um defensor do agro

Luciano Marcos de Carvalho – Foto: Divulgação

Tito Matos*

Como é doído começar o ano se despedindo de um velho amigo. Infelizmente, na vida tem sempre esses momentos de partida. Luciano Marcos de Carvalho partiu. Então, minha mensagem vem pintada de muita tristeza, com a notícia da morte do nosso estimado amigo. Não sei o porquê a hora dele soou tão cedo. Também não sei por que a locomotiva do além se antecipou para a sua última viagem. Acredito que a morte física seja mesmo uma passagem, passagem para a eternidade.

Alma do bem, meu sentimento é de que Doutor Luciano estará no lugar destinado aos justos, de onde continuará a nos inspirar. Ele fez do setor produtivo rural um sacerdócio. Eu conheci faz tanto tempo. Na época, o Brasil colhia uma safra em torno de 50 milhões de toneladas de grãos. Hoje se aproxima de 300 milhões de toneladas. Toda vez que o agronegócio apresentava números tão positivos Luciano Carvalho se exultava de otimismo; se apressava em fazer análises e estudos prospectivos. Era, sem dúvida, um técnico gabaritado. Ela nos atiçava a gostar do agronegócio.

Quando soube do seu “passamento”, lembranças me vieram do nosso trabalho na Comissão de Agricultura da Câmara Federal, quando integramos, Renato Zandonadi inclusive, a equipe do deputado Sérgio Souza, presidente daquele órgão e hoje presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Essa nossa convivência o tempo se encarregou de nos irmanar. Era, sim, um verdadeiro irmão. Era daqueles amigos de se guardar do lado esquerdo do peito. É aí que vou guardá-lo.

O agro perde um valoroso e dedicado entusiasta do setor. Se algum dia alguém escrever um livro sobre o mais exitoso segmento da economia brasileira, por favor, faça justiça: dedique um capítulo ao competente Luciano Carvalho. Sua inteligência foi plantada e germinou no agro, com recordes de produção e produtividade. Seria uma maneira de lhe prestar uma justa homenagem. Ele fez por merecer.

Nesta hora de tristeza e dor, rogo a Deus que traga conforto espiritual e paz aos familiares e amigos de Luciano. Ele é mais uma saudade que incorporo ao meu viver.

*Jornalista

Nota da redação: O velório de Luciano Marcos de Carvalho ocorrerá, nesta segunda-feira (3), das 15h30 às 17h30, na capela 8 do Crematório Jardim Metropolitano, em Valparaíso (GO), onde seu corpo será cremado.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Um comentário em “Morre um defensor do agro

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: