Média mensal do preço da mandioca sobe 7,6% em março

Os preços da raiz de mandioca subiram no mês passado, devido à combinação entre menor oferta e demanda fortalecida. Nos últimos dias, especificamente, a maior parte dos mandiocultores seguiu sem interesse na comercialização, visto que o teor de amido das raízes continua baixo. Outros produtores, mesmo com necessidade de se capitalizar, diminuíram as entregas em razão das chuvas, principalmente nos estados do Paraná e de São Paulo.

Estimativas do Cepea apontam redução de 8% na quantidade de mandioca processada pela indústria de fécula entre 28 de março e 1º de abril, somando 46 mil toneladas. Novamente, a demanda industrial não foi completamente atendida, e a ociosidade média das fecularias foi de 47% da capacidade instalada.

Quanto ao preço, entre 28 de março e 1º de abril, o preço médio nominal a prazo da tonelada de mandioca posta fecularia subiu 1,5% frente ao da semana anterior, para R$ 793,49 (R$ 1,3800 por grama de amido). A média de março registrou aumento de 7,6% frente à de fevereiro.

Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: