IBGE: Compra de leite pela indústria tem queda recorde no 1º trimestre do ano

Foto: Famato/Divulgação

A aquisição de leite cru pelos estabelecimentos sob algum tipo de inspeção sanitária (federal, estadual ou municipal) caiu no 1º trimestre de 2022, de acordo com dados da Estatística da Produção Pecuária, divulgados nesta quarta-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A compra de 5,90 bilhões de litros representou redução de 10,3% em relação ao 1° trimestre de 2021 e queda de 9,3% em relação ao trimestre imediatamente anterior, a maior da série nesta comparação.

Segundo o IBG, foram 678,01 milhões de litros de leite a menos captados entre o 1º trimestre de 2022 e o de 2021. As maiores reduções se deram em Goiás (-160,15 milhões de litros), Minas Gerais (-158,73 milhões de litros) e Rio Grande do Sul (-100,77 milhões de litros). Minas Gerais continuou liderando o ranking de aquisição de leite, com 25,5% da captação nacional.

IBGE divulga o “Preço do leite cru pago ao produtor” como estatística experimental

O IBGE também divulgou o preço do leite cru pago ao produtor no escopo da Pesquisa Trimestral do Leite. No 1º trimestre de 2022, o preço médio por litro, em nível nacional, chegou a R$ 2,14. No trimestre equivalente de 2019, ficou em R$1,36. Em 2020, foi de R$1,38 e em 2021, R$1,90.

Desde 2019, o questionário da pesquisa passou a ter uma consulta às empresas sobre o preço médio pago, mensalmente, pela matéria-prima adquirida (leite cru in natura, resfriado ou não).  Desde então, a variável investigada foi utilizada apenas internamente para subsidiar a coleta e a crítica dos dados da Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM).

Acesse as tabelas clicando aqui.

Mais sobre a pesquisa

A pesquisa fornece informações sobre o total de cabeças abatidas e o peso total das carcaças para as espécies de bovinos (bois, vacas, novilhos e novilhas), suínos e frangos, tendo como unidade de coleta o estabelecimento que efetua o abate sob fiscalização sanitária federal, estadual ou municipal. A periodicidade da pesquisa é trimestral, sendo que, para cada trimestre do ano civil, os dados são discriminados mês a mês.

A partir do primeiro trimestre de 2018, atendendo solicitações de usuários para acesso mais rápido às informações da conjuntura da pecuária, passaram a ser divulgados os “Primeiros Resultados” da Pesquisa Trimestral do Abate de Animais para o nível Brasil, em caráter provisório. Eles estão disponíveis cerca de um mês antes da divulgação dos “Resultados Completos”. Os dados completos podem ser consultados no Sidra.

Da redação, com Agência IBGE Notícias

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: