CNA quer concorrência no mercado de fertilizantes

a tecnico cna
Divulgação/CNA

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA Brasil) defende a concorrência no mercado de fertilizantes como fator essencial para evitar aumento de custo de produção e a consequente queda na renda do produtor rural. A posição da entidade deixa o Conselho de Administração de Defesa Econômica (Cade) em situação desconfortável. Isso porque o Cade aprovou recentemente a compra da Vale Fertilizantes S/A pela empresa Mosaic Fertilizantes do Brasil.

De acordo com o consultor de tecnologia da CNA, Reginaldo Minaré, há preocupação dos agricultores com a crescente concentração das empresas fornecedoras de fertilizantes.

Segundo Minaré, esse tipo de movimento – a operação de compra – pode provocar aumentos no preço do fertilizante e influenciar diretamente na lucratividade do produtor rural.

“O preço que o fertilizante chega ao produtor é o que de fato importa, independentemente da bandeira do país que o produziu. Quando o produtor não consegue repassar o aumento do preço de algum insumo, ele seguramente terá redução na renda e até prejuízo, que pode inviabilizar a produção.”

Distorção de mercado

Minaré ressalta que, ao reduzir a concorrência, cria-se uma distorção no mercado. “Em um ambiente onde a concorrência funciona, ao querer vender mais que o concorrente, a empresa pode reduzir sua margem de renda, porém, quando não se tem um número considerável de concorrentes, essa margem de renda não é forçada a ser reduzida e pode até aumentar.”

Para o assessor, é importante manter o equilíbrio na distribuição de renda na cadeia do agronegócio, visando manter uma margem de renda satisfatória para todos, inclusive para o agricultor.

“Qualquer redução ou inviabilização de um segmento desmonta a cadeia. E o agricultor é a parte que mais tem dificuldade de manter essa margem. Por isso, a CNA tem direcionado esforços em ações visando garantir uma margem de renda razoável para os agricultores brasileiros.”

Reginaldo Minaré destaca a necessidade tanto do Cade quanto do governo federal de manter um olhar crítico sobre os preços praticados no mercado após processos de aquisição e fusão de empresas fornecedoras de insumos.

“É importante para verificar se as previsões que levaram o Cade a aprovar essas aquisições e fusões se consolidaram, ou seja, que essas operações no futuro não resultem em eliminação da concorrência e dominação do mercado”.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: