Brasil terá apoio para promoção internacional de frutas

a - frutas ceagesp 17
Foto: Ceagesp

O Brasil é o mais novo integrante do Esquema de Frutas e Hortaliças da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), entidade que promove a facilitação do comércio global. O país é o primeiro da América Latina a fazer parte desse setor da organização.

A OCDE desenvolve ações voltadas para a simplificação da inspeção no mercado mundial, recomendando a adoção de padrões internacionais de classificação e de controle da qualidade dos produtos.

“A adesão do Brasil ao Esquema da OCDE é um passo importante para o setor”, destaca Fátima Chieppe Parizz, coordenadora-geral de Qualidade Vegetal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

“Isso possibilitará a melhoria do sistema brasileiro de padronização e inspeção de frutas e hortaliças destinadas ao mercado interno e à exportação, com procedimentos alinhados aos praticados internacionalmente e voltados à eficiência e a rapidez nos controles oficiais”, reforça.

Desde 2014, o Brasil participava do Esquema da OCDE para Frutas e Hortaliças, na condição de país observador. Em 2015, começaram as negociações para adesão formal do país. O pedido foi apresentado em março deste ano.

Em julho de 2017, o sistema de inspeção de frutas e hortaliças do Brasil foi auditado por técnicos da OCDE e do serviço oficial de inspeção da Alemanha. O resultado da auditoria permitiu a entrada do país no Esquema de Frutas e Hortaliças da organização.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta