Exportações de carne bovina cresceram 21% em fevereiro

carne bovina exportacao 8
Foto: Arqivo/Appa

As exportações de carne bovina (in natura e processada) cresceram 21% em volume em fevereiro, em relação ao mesmo mês do ano passado, passando de 99.569 toneladas para 120.654 t. Em receita, o aumento foi de 22%, de US$ 394,5 milhões para US$ 482,4 milhões. No acumulado do ano, o incremento é de 18% em volume e de 23% na receita, com total de 244.364 t exportadas e receita de US$ 1 bilhão.

Os números foram divulgados nesta quinta-feira (8) pela Associação Brasileira de Frigoríficos (ABRAFRIGO), com base em dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic). Os resultados foram obtidos mesmo sem as exportações para Rússia. Um dos principais mercados do Brasil, aquele país embargou o produto brasileiro em dezembro de 2017.

Na avaliação ABRAFRIGO, os números são um bom prognóstico para o comportamento do setor exportador de carne bovina em 2018. A estimativa é de crescimento de cerca de 10% nos embarques e em receita, com a volta de clientes tradicionais, como os russos, e abertura de novos mercados na Ásia.

O crescimento das exportações de carne bovina continua sendo puxada pelas compras chinesas. Uma das portas de entrada do produto brasileiro naquele país, a cidade estado de Hong Kong aumentou as importações em fevereiro em 72%.

Ásia, Egito, União Europeia e Chile

As exportações para o continente asiático cresceram 31%. No total, foram embarcadas 117.006 toneladas para aquele mercado, que responde por quase 40% das vendas externas brasileiras da cadeia de carne bovina.

Ainda de acordo com a ABRAFRIGO, o Egito voltou com força ao mercado brasileiro, comprando 28.327 toneladas, contra 10.573 t em fevereiro de 2017, crescimento de 167,9%.

Outro aumento importante, destaca a ABRAFRIGO, foi observado nas importações dos países da União Europeia: Alemanha (+ 92,5%); Países Baixos (+35%); Itália (+29%); Espanha (+75%) e Reino Unido (+11%). O Chile também incrementou as importações em 68%.

SP, MT, GO e Rondônia

Segundo a ABRAFRIGO, os estados que mais movimentaram carne bovina in natura e processada foram São Paulo (25%); Mato Grosso (18%); Goiás (14%); Mato Grosso do Sul (10%) e Rondônia (9,6%). No total, 66 países aumentaram suas importações enquanto que outros 50 reduziram.

A queda mais significativa foi a da Rússia, que adquiriu 22.830 toneladas em fevereiro de 2017 e no mês passado quase zerou as importações.

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: