Novo bioestimulante ajuda no aumento de produtividade da soja

 

Yoduo_resultado
Foto: RuralPress/Divulgação

Nos últimos 40 anos, a soja foi uma das principais protagonistas do crescimento da produção agrícola brasileira. Porém, nas duas décadas mais recentes, o rendimento médio teve aumento menor quando comparado com a evolução da área. A plantação do grão foi praticamente multiplicada por dez durante o período, enquanto a produtividade aumentou cerca de 50%, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Para reverter esse cenário, um dos fatores que pode contribuir no aumento de produtividade é o uso de bioestimulantes capazes de auxiliar no fornecimento de energia adicional para que consigam realizar fotossíntese de modo mais eficiente. Através desse estímulo, as plantas obtêm mais folhas e, consequentemente, podem também conseguir um melhor resultado.

Durante pesquisa realizada na Fazenda Experimental da Rotam, em Artur Nogueira (SP), na safra 2016/17, foi avaliado o novo bioestimulante da empresa, Yoduo.  O produto contém em sua formulação micronutrientes e aminoácidos que auxiliam o crescimento e ajudam a melhorar as estruturas reprodutivas em diversas culturas.

Fácil de usar e seguro para a lavoura, ele pode ser misturado com a maioria dos agroquímicos. “O produto foi aplicado em diferentes estádios fenológicos da soja e realizada diversas avaliações na planta, como, por exemplo, o número de entrenós, peso fresco de folhas e número de vagens por parcela, a fim de se conhecer os melhores momentos e ganhos de produção”, destaca, Carlos Guarnieri, técnico sênior da estação experimental da empresa.

“Em termos de resultados o destaque foi para o Yoduo utilizado na dose de 0,3 L/ha em V5 e R1, onde expressou 8,61 sacas por hectare a mais do que a testemunha, indicando serem os melhores momentos de aplicação”, aponta Guarnieri.

Após anos de pesquisa e realização de vários trabalhos internos e externos, inclusive com pesquisadores e consultores de renome neste segmento, o produto está apresentando resultados constantes de incremento de produtividade não somente na cultura da soja, mas também em outras culturas, explica Lucas C Ferreira, coordenador de marketing Brasil da Rotam.

Para entender o ganho que o Yoduo pode proporcionar ao agricultor, tome como exemplo uma propriedade que plante soja em 500 hectares. Considerando a média Cepea de R$ 80,00 a saca do grão, o produtor que utilizar a tecnologia da Rotam, poderá ter um incremento de 4 mil sacas por hectare. Isso resultaria em um rendimento extra de até R$ 320 mil.

 

 

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: