Tânia Lyra lança livro sobre a história da defesa agropecuária no Brasil

tania lira 5 livro
Tânia Lyra, única mulher a comandar a SDA em seus 41 anos  – Divulgação

Conhecer o sistema de defesa agropecuária adotado no Brasil, a sua evolução e os desafios enfrentados contribui sobremaneira sobre como agir no presente e no futuro para atuar no controle de pragas e doenças fazendo com que o país continue no ranking dos maiores exportadores mundiais de alimentos. Este é um dos propósitos do livro “Defesa Agropecuária: histórico, ações e perspectivas”, de Tânia Maria de Paula Lyra, a ser lançado nesta quarta-feira (28), às 16h, no auditório da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

O lançamento do livro deve contar as presenças do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, do secretário de Defesa Agropecuária, Luis Rangel, e do presidente da CNA, João Martins, além de diversas autoridades do setor agropecuário. A solenidade marca também as comemorações dos 41 anos da Secretaria de Defesa Agropecuária.

De acordo com Luis Rangel, “a autora foi desafiada a reconstruir uma história rica e complexa e sua trajetória lhe permitiu esse objetivo. A única mulher que ocupou o cargo de secretária de Defesa Agropecuária, nos 41 anos do órgão, ela pôde retratar, com seu estilo catedrático, uma típica odisseia que permite aprender para ir além.”

Tânia Lyra é graduada em medicina veterinária pela UFRJ, com mestrado em medicina veterinária preventiva pela UFMG e doutorado em ciência animal pela UFMG. Foi secretária nacional de Produção Agropecuária e secretária de Defesa Agropecuária.

O livro “Defesa Agropecuária: histórico, ações e perspectivas” remonta à participação da agropecuária na história econômica do Brasil, demonstrando que a proteção dos cultivares e da saúde animal está presente em todas as fases do nosso desenvolvimento cultural e socioeconômico, atuando como determinante do sucesso do agronegócio, que contempla a pequena propriedade, a produção de alimentos básicos e os demandados pelo comércio internacional, desde meados do século 18.

Os departamentos de Produção Animal e Vegetal desenvolviam as atividades relacionadas até que, em 1977, foram unificados na Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA), que, ao completar 41 anos, revela-se atualizada e pronta para aceitar os desafios do desenvolvimento de uma agropecuária limpa – de respeito ao meio ambiente, condição imprescindível para sua sustentabilidade.

A publicação foi dividida em oito capítulos onde foram descritas as atividades desenvolvidas do Brasil Colônia até 2018, sendo relatadas as dificuldades e os sucessos na erradicação de doenças, e os gargalos para o desempenho da Defesa Agropecuária na busca de uma agenda para o futuro, onde , de acordo com a autora, torna-se imprescindível a participação da sociedade para o sucesso das ações programáticas.

Compartilhando da mesma visão e grande apoiador das medidas de prevenção, o ministro Blairo Maggi afirma: “É fundamental estruturar a história para que possamos nos preparar para o futuro. A Defesa Agropecuária teve papel fundamental e prioritário durante minha gestão, visando demonstrar toda a atenção que o agronegócio brasileiro tem pela qualidade de seus produtos. A sanidade, às vezes, age de forma silenciosa, mas com eficiência e austeridade. Daí a importância do trabalho desenvolvido pela Drª Tania Maria de Paula Lyra no livro Defesa Agropecuária: histórico, ações e perspectivas. O registro da história da Defesa Agropecuária representa um espelho dos desafios enfrentados – e superados – por milhares de profissionais espalhados pelo país, seja nos mais distantes rincões, na pesquisa ou nos gabinetes discutindo as diretrizes para formulação de importantes políticas públicas a serem adotadas pelo setor”.

Serviço

Lançamento do liveo “Defesa Agropecuária: histórico, ações e perspectivas”

Quarta feira, 28 de novembro, às 16h

Auditório da Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA)

SGAN – Quadra 601 módulo K – Edifício Antônio Ernesto

 

 

 

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta