Contrabando de cigarros faz Brasil perder R$ 11,5 bi em impostos

iro schunke presidente sinditabaco 1 3 19 divulgacao
Iro Schünke, presidente do SindiTabaco:  Contrabando prejudica o país –  SindiTabaco/Divulgação

Em 2018, 54% dos cigarros consumidos no Brasil eram de origem ilegal, sendo 50% contrabandeados do Paraguai e o restante produzido por indústrias que operam irregularmente no país. Os números são do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) em pesquisa encomendada pelo Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (Etco). O impacto financeiro dessa situação é enorme: no ano passado, apenas com cigarros, a Receita Federal arrecadou R$ 11,4 bilhões, mas a evasão fiscal foi de R$ 11,5 bilhões por causa do mercado ilegal.

De acordo com o presidente-executivo do Etco, Edson Vismona, a liderança de mercado do cigarro ilegal leva a uma evasão fiscal que supera a arrecadação. “Os cofres públicos estão perdendo somas maiores do que os valores arrecadados.”

Todos os índices confirmam que o consumo de cigarros ilegais no Brasil ultrapassou o mercado legal, ou seja, o das indústrias que pagam impostos, oferecem empregos formais e estão submetidas a rígidos controles de qualidade.

A expansão do mercado ilegal de cigarros no Brasil é uma das principais preocupações do setor de tabaco.  Aproveitando o Dia Nacional de Combate ao Contrabando, neste 3 de março (domingo), a cadeia produtiva alerta, mais uma vez, que o cigarro é um dos produtos mais contrabandeados pelas fronteiras brasileiras.

Segundo o presidente do SindiTabaco, Iro Schünke, o combate ao mercado ilegal é um trabalho que precisa ser feito por todos, do governo aos órgãos de fiscalização e da polícia à população, porque afeta os interesses nacionais. “Além de todas as questões econômicas, o contrabando acaba também colocando no mercado produtos sem nenhum tipo de controle.”

Um dos motivos do contrabando de cigarros do Paraguai é o seu alto custo Brasil. Para o presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (Idesf), Luciano Barros, a carga tributária sobre os cigarros no Brasil fica em torno de 80%, enquanto no Paraguai é de apenas 16%. “Não bastasse isso, as indústrias instaladas no Brasil não conseguem competir com os custos indiretos e diretos da fabricação desses produtos no Paraguai.”

Protocolo contra o contrabando

Em outubro de 2018, ocorreu a 1ª Reunião das Partes do Protocolo para Eliminar o Comércio Ilícito de Produtos de Tabaco (MOP1 – Meeting of the Parties), sequencialmente à 8ª Conferência das Partes (COP8) da Convenção-Quadro para Controle do Tabaco (CQCT).

Reunindo os 44 países que haviam ratificado o Protocolo até então, as tratativas foram sobre a cooperação internacional no combate ao comércio ilícito de tabaco. Algumas medidas foram aprovadas, como a criação de um grupo de trabalho para estabelecer um sistema global de rastreamento do contrabando. O Brasil aderiu ao protocolo em maio de 2018.

 

 

 

 

 

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Um comentário em “Contrabando de cigarros faz Brasil perder R$ 11,5 bi em impostos

  • 1 de março de 2019 em 19:05
    Permalink

    Amigos do AgroemDia, já alertei vocês, que a OMS, orienta estruturas de governo a manipular dados e estatisticas, vocês devem fazer uma reportagem com a Tãnia Cavalcante do INCA, e Silvana Turcci da FIOCRUZ, novamente lhes envio meu comentário anterior………………. São as mesmas mentiras do cigarro, são os mesmos ativistas, Essas campanhas contra o tabaco, não passam de mentiras, orquestradas por governo esquerdistas, e pior, a mando da OMS, e a própria OMS, incentiva estruturas de governo como o INCA e a FIOCRUZ, a distorcer dados e estatisticas do cigarro…………INFORMAÇÃO OFICIAL. Apenas no intuito de ajudar nessa questão do cigarro, passo informações oficiais. 1) fumo passivo do cigarro é fantasia, nunca existiu, foi “encomendado” por organizações antitabaco, patrocinadas pelo Bloomberg, no Youtube, tem a explicação do dr. Gori do US National Câncer, explicando os motivos, portanto, não existe fumo passivo do cigarro. 2) câncer de pulmão na realidade, é epidemia em quem não fuma, e para piorar, aumenta a niveis galopantes em não fumantes, FONTE. Instituto Lado a Lado câncer de pulmão um novo olhar. 3) outra falsa informaçaõ essa de que morrem 200 mil fumantes todo ano no Brasil, basta acessar o DATASUS, banco de dados, onde médicos de todo o Brasil por formulário informam as causas mortis morrem apenas 925 fumantes ano no Brasil, pois de 2006 a 2010, foram a óbito 4625 fumantes. 4) é a fumaça do diesel que está matando e adoecendo todo mundo, e não o cigarro, basta acessar GloboNews, os beneficios do biodiesel, e mostra claramente na autópsia, como é o pulmão de não fumantes no Brasil, ele é totalmente preto, podre e encharcado. 5) Própria medicina decretou no processo de nr. 583.00.1995.523.167-5 que essas campanhas contra o cigarro sempre foram fantasias, no mesmo processo a medicina sequer encontrou causualidade DIRETA entre fumar e câncer, isso é até o óbvio, pois ninguém sabe as causas do câncer. 6) cientistas da universidade John Hopkins, já alertam o mundo, que câncer nada tem a ver com fatores externos, como o cigarro por exemplo, câncer vem pelo azar, está publicado na mais famos revista de ciência do mundo, a SCIENCE, 7) 372 BILHOES ANUAIS, o governo brasileiro gasta com alcoolismo, ou seja, 7,3% do PIB brasileira, 90% de todas as mortes por drogas ditas legalizadas é pelo alcool, infelizmente isso prova que falar mal do cigarro, é apenas ideologia para organizações antitabaco. Infelizmente, além de falsos dados, saúde é o que menos interessa. Caso queiram os links oficiais, informem. Um grande abraço. OBS.o contrabando só existe, devido a essas falsas informações.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: