DF: maior lixão da América Latina será fechado neste sábado

Brasilia, DF, Brasil, 02/01/2015 - (Foto: Andre Borges/ Agencia Brasilia)
 Foto: Andre Borges/Agência Brasília

O lixão da Estrutural (DF), o maior da América Latina, será fechado neste sábado (20), depois de quase 60 anos de funcionamento. “Não podíamos conviver com uma ferida aberta em plena capital do país, onde seres humanos buscavam sustento de forma indigna, colocando a vida em risco. Isso será parte do passado desta cidade”, disse o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.

O novo aterro sanitário de Brasília ficará entre as regiões administrativas de Samambaia e Ceilândia, na periferia de Brasília.

Com cerca de 200 hectares, o lixão da Estrutural funcionava próximo ao Parque Nacional de Brasília e a quase 20 quilômetros da Esplanada dos Ministérios. O local fazia parte da lista dos 50 maiores depósitos de lixo a céu aberto do mundo.

Em entrevista nesta sexta-feira (20), Rollemberg destacou que este é um momento histórico para a cidade e o país. Reforçou ainda que as ações de desativação do lixão foram debatidas com os catadores de material reciclável, o que levou o governo a adiar o fechamento, previsto antes para o segundo semestre de 2017.

Compensação para catadores

Como forma de compensar os catadores pela redução da demanda de resíduos, o governo ampliou o valor pago às cooperativas por tonelada de resíduos separada nos galpões de triagem, passando de R$ 92 para até R$ 350.

Além disso, os profissionais cadastrados das cooperativas que trabalharem nos galpões terão ajuda financeira temporária de R$ 360,75.

A inclusão dos catadores também abrange a contratação de cooperativas para prestar serviços de coleta seletiva. Esse modelo é adotado desde maio de 2015, quando quatro grupos de catadores assumiram o trabalho em quatro regiões.

Na terça (16), mais sete cooperativas assinaram contratos para prestar serviços de coleta seletiva em 10 regiões do DF.

“O fechamento do lixão da Estrutural cumpre rigorosamente a Política Nacional de Resíduos Sólidos, com a incorporação dos catadores de forma digna”, salientou Rollemberg.

Segundo o governador, pelos próximos 10 dias os resíduos da construção civil deverão ser destinados aos distritos rodoviários do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF), para seguirem depois à área do já antigo lixão, que ficará restrita para o descarte desse tipo de material.

Com o lixão desativado, o governo estabelecerá a destinação do terreno. “Vamos contratar estudos para isso. O espaço vai continuar recebendo os resíduos da construção civil até concluirmos as licitações para as áreas de triagem desses materiais.”

Da redação, com Agência Brasília de Notícias

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: