Cenário de incertezas deve impedir avanço maior no setor de suínos em 2022

Foto: Paulo Benemmann/Divulgação

As expectativas são de crescimentos nas vendas externas e internas de carne suína em 2022. No entanto, o cenário de incertezas no Brasil e no mundo deve limitar o avanço do setor neste ano, além de possivelmente resultar em forte volatilidade nos preços da cadeia.

Segundo pesquisadores do Cepea, no lado produtivo, o custo de produção tende a se manter elevado e seguir pressionando as margens da atividade.

No Brasil, a demanda pela carne suína deve seguir avançando, mas de forma mais moderada frente a 2021. Projeções da ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal) sugerem que o consumo per capita brasileiro aumente em até 3%, abaixo do esperado.

Para o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a expectativa é de avanço ainda menor, de apenas 1,4%.

Já a oferta nacional, por sua vez, deve aumentar em 4%, segundo a ABPA, e em até 6%, conforme o USDA.

Ressalta-se que inflação, incertezas políticas e a insegurança ainda causada pela pandemia de covid-19 são fatores que também podem pesar negativamente sobre o setor suinícola brasileiro.

Quanto às vendas externas, as projeções da ABPA indicam que os embarques brasileiros de 2022 podem superar em até 7,5% os de 2021.

Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: