Placas padrão Mercosul

waldir roque 20 12 corte
Foto: Arquivo pessoal

Waldir Leite Roque/Prof. Titular – UFPB

O Mercosul é formado por cinco países membros efetivos: Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela. Esses países juntos possuem uma extensão territorial de 12,8 milhões de quilômetros quadrados (km2), e o Brasil contribui com 8.5 milhões de km2. A América do Sul possui 12 países, ocupando 17.8 milhões de km2. Nos cinco países do Mercosul, temos aproximadamente 302,4 milhões de habitantes, o que leva a uma densidade populacional de 23,6 habitantes por quilômetro quadrado.

A União Europeia é formada por 28 países que ocupam uma área territorial de 4,4 milhões de km2, o que representa metade do território brasileiro, e uma população de 508,4 milhões de habitantes, com densidade de 115,5 habitantes por km2, ou seja, 4,8 vezes maior do que a do Mercosul.

O PIB dos países da União Europeia (EU) é de 18,8 trilhões de dólares, enquanto a do Mercosul é de 2,7 trilhões de dólares, quase sete vezes menor. As relações coorporativas e a integração populacional e de modais entre os países da UE é muito superior à do Mercosul. A adoção de um padrão de placas de veículos para a UE tornou-se fundamental levando-se em consideração as 28 nações, uma área territorial relativamente baixa e uma grande circulação de bens, serviços e veículos entre os países membros. Um cidadão de Luxemburgo vai facilmente de carro à Alemanha, à França, à Bélgica, ou mesmo à Holanda, em poucos minutos, pela proximidade e pelas ótimas condições das estradas.

Já a adoção de uma placa padrão para o Mercosul é um tema controverso quando se pesa o custo-benefício efetivo. Para brasileiros que residem em estados fronteiriços aos demais países do Mercosul a medida pode até ser útil, mas para quem vive em uma cidade no interior da Paraíba, por exemplo, distante mais de 3.600 km de Foz do Iguaçu, entrada mais próxima para o Mercosul via Paraguai, cuja distância equivalente a sair de Lisboa (Portugal) e ir até Atenas (Grécia) cruzando vários países, é quase improvável que utilize seu carro para se deslocar até lá, por diversos fatores, até mesmo considerando o transporte de cargas.

Para economias que apresentam renda per capita tão distintas como as que integram a UE em contrapartida às do Mercosul, melhor seria promover-se primeiro uma maior integração comercial, de serviços e, especialmente, de cidadania, consolidando o Mercosul, que está cambaleante, do que a isolada adoção de uma placa padrão que no fundo pouco contribuirá para a real integração.

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: